Tamanho do texto

Banfield, da região da Grande Buenos Aires, afirmou que tinha comprado 50% do passe do jogador, reforço do time mineiro

Juan Cazares durante apresentação
Bruno Cantini/Atlético MG
Juan Cazares durante apresentação

O Banfield denunciará o equatoriano Juan Cazares e o Atlético Mineiro , que contratou o jogador, por "ruptura injustificada de contrato".

"O Banfield vai iniciar as ações legais pertinentes perante os organismos jurisdicionais da Fifa, solicitando a aplicação de sanções esportivas ao jogador e ao Clube Atlético Mineiro e a correspondente indenização pela ruptura injustificada do contrato", informou o clube nesta segunda-feira em comunicado.

O presidente do Banfield, Eduardo Espinosa, assegurou que comprou 50% do passe do jogador do Independiente del Valle equatoriano, que nega a transação.

"Foram à Argentina para me buscar e não pensei muito. Estou muito contente de estar aqui. É um projeto bonito, a verdade é que esta equipe está na Libertadores", disse Cazares ao ser apresentado no Atlético.

No entanto, o Banfield sustentou que Cazares "tem contrato vigente com a instituição até a temporada de 2018" e assinalou que o representante do jogador, Jorge Marino, "atual na empresa Full Play, que está sendo investigada no caso conhecido como FIFAGate".