Tamanho do texto

Em terceiro no Campeonato Espanhol, técnico espanhol citou Ancelotti e ressaltou que fase do time merengue vai melhorar

Rafa Benítez
Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images
Rafa Benítez

Criticado desde a sua contratação pelo Real Madrid, em junho do ano passado, o técnico Rafa Benítez disse neste sábado que acredita na conquista de bons resultados à frente da equipe 'blanca' e pediu a torcedores e imprensa que deem tempo para que seu trabalho dê frutos.

"Tenho plena confiança (na equipe) e não penso em tropeços. Eu cheguei ao Real Madrid com uma trajetória de muitos anos e títulos, contratado pelo presidente, que tem uma ideia. É preciso dar tempo ao projeto, deixar as avaliações para depois. Minha responsabilidade é trabalhar e vencer jogos. Espero que no final tudo dê certo e ninguém tenha nada a dizer a não ser para festejar", declarou o treinador em entrevista coletiva um dia antes do jogo contra o Valencia, no estádio Mestalla, pela 18ª rodada do Campeonato Espanhol.

"Mais de uma vez eu disse que é preciso tempo para fazer avaliações. Estabilidade é importante para ter sucesso. Essa é a maneira de conseguir os objetivos, ter serenidade para, a partir daí, conseguir os resultados", acrescentou.

Leia também:  Barcelona e Espanyol ficam no empate sem gols em jogo quente 

O Real é terceiro colocado no Espanhol, com três pontos a menos e um jogo a mais que o líder Barcelona, além de estar nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Benítez admitiu que o time vem oscilando, mas se disse confiante que é possível entrar em uma sequência positiva em breve.

"Em muitos jogos, estivemos bem e a equipe deu tudo de si. Há fases em que não é assim. Temos de continuar trabalhando duro e dando o máximo para que os resultados venham. A equipe está viva no campeonato e na 'Champions'", lembrou.

Perguntado se essa oscilação pode estar relacionada à parte física, Benítez negou e considerou que o problema é ter dificuldades quando o adversário está com a posse de bola.

"É uma questão das características desta equipe, que é ofensiva, com jogadores de mentalidade ofensiva. Precisamos da bola, e, quando não a temos, a equipe sofre", analisou o técnico, que, para endossar sua fala, usou argumentos de seu antecessor no Real.

"É preciso aplicar a palavra de Ancelotti: equilíbrio. É um pouco o caminho. Estou convencido de que os jogadores têm consciência desses momentos nos quais não temos o controle da partida darão 100% para ter regularidade e competir até o final pelo Espanhol e a Liga dos Campeões", afirmou.

Benítez ainda saiu em defesa do meia James Rodríguez, que pode enfrentar problemas com a justiça espanhola após ter sido  flagrado dirigindo a quase 200 quilômetros por hora.

"Evidentemente estamos falando de um tema particular. É um bom menino, é sério, me deu explicações e a partir de então não há nada mais a ser dito. É um garoto sério, que nos deu suas explicações. Só é preciso esperar. Não posso entrar nesse tipo de avaliações", limitou-se a dizer.