Tamanho do texto

Ministério da Justiça divulgou que montante estava depositado em 13 contas bancárias que foram bloqueadas pelo governo

Sede da Fifa na Suíça
Divulgação
Sede da Fifa na Suíça

A Suíça bloqueou US$ 80 milhões (R$ 312,3 milhões) relacionados à investigação feita a partir dos Estados Unidos sobre o esquema de corrupção na Fifa, conforme divulgou nesta quarta-feira o Ministério da Justiça do país europeu.

O montante está depositado em um total de 13 contas bancárias, que ficarão impedidas de qualquer movimentação até que os trabalhos dos investigadores estejam encerrados.

Caso, ao término do processo, a Justiça dos EUA tomar decisão pelo confisco definitivo dos valores, será necessários fazer a solicitação da transferência junto ao governo suíço, diz o comunicado.

Leia também: Benítez diz que há uma campanha contra ele, Florentino e o Real Madrid

A Suíça já enviou para os Estados Unidos as primeiras evidências, que possibilitaram a sequência na acusação a dirigentes. Entre os documentos, estão dados das contas bancárias que teriam sido utilizadas para movimentar propinas recebidas, em troca das comercialização de direitos de transmissão e marketing de campeonatos realizados nas Américas do Sul, Central e do Norte.

De acordo com a Procuradoria Geral dos Estados Unidos, os valores chegariam a centenas de milhões de dólares.

A Justiça americana já solicitou que a Suíça envie o processo referente a uma antiga investigação contra dirigentes da Fifa, encerrada em 2010, por considerar que as informações reunidas naquela época podem ser úteis hoje.

Nove dirigentes foram presos entre 27 de maio e 3 de dezembro, em Zurique, na Suíça, sendo que quatro, entre eles José Maria Marin, foram extraditados para os EUA. Um, o ex-presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo, foi enviado para o Uruguai.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.