Tamanho do texto

São Paulo é o primeiro brasileiro a entrar em campo na primeira fase. Se passar, entra no grupo do River Plate

Grupos da Libertadores de 2016
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO
Grupos da Libertadores de 2016

Em longa e enfadonha cerimônia na noite desta terça-feira, em Luque, no Paraguai, a Conmebol sorteou os grupos da Copa Libertadores de 2016. 

Entre as equipes brasileiras, Palmeiras e Grêmio acabaram entrando em grupos mais complicados. O Palmeiras enfrentará Nacional (URU), Rosário Central e o vencedor do duelo entre Universidad de Chile e River Plate (URU). Já o Grêmio vai enfrentar San Lorenzo, LDU e Toluca. 

O primeiro brasileiro a entrar em campo será o São Paulo, classificado para a primeira fase. O sorteio reservou o pior ranqueado entre os 38 times da Libertadores de 2016: A Universidad César Vallejo, do Peru. A partida de volta será no Morumbi.

Atlético-MG e Corinthians, cabeças de chave dos grupos 5 e 8, têm adversários mais acessíveis. O time mineiro enfrentará Colo-Colo, Melgar e o vencedor entre Guaraní e Independiente Del Valle. Já o time paulista enfrenta Cerro Porteño, Cobresal e o vencedor entre Santa Fé e Oriente Petrolero. 

Veja os confrontos da primeira fase da Libertadores 2016

G1 - Independiente Santa Fé x Oriente Petrolero
G2 - Caracas x Huracán
G3 - Racing x Puebla
G4 - U. de Chile x River Plate (URU)
G5 - Guaraní x Independiente Del Valle
G6 - São Paulo x César Vallejo (PER)

Gustavo Bou, do Racing, e Diego Forlán, do Peñarol, participaram do sorteio
Getty Images
Gustavo Bou, do Racing, e Diego Forlán, do Peñarol, participaram do sorteio


Veja como ficaram os grupos da Libertadores 2016

Grupo 1
River Plate
The Strongest
Trujillanos (VEN)
Vencedor do G6

Grupo 2
Nacional
Palmeiras
Rosário Central
Vencedor do G4

Grupo 3
Boca Juniors
Bolívar
Deportivo Cali
Vencedor do G3

Grupo 4
Peñarol
Atlético Nacional
Sporting Cristal
Vencedor do G2

Grupo 5
Atlético Mineiro
Colo-Colo
Melgar (PER)
Vencedor do G5

Grupo 6
San Lorenzo
Grêmio
LDU
Toluca

Grupo 7
Olímpia
Emelec
Deportivo Táchira
Pumas

Grupo 8
Corinthians
Cerro Porteño
Cobresal (CHI) 
Vencedor G1

Discursos e homenagens
Antes do sorteio, numa cerimônia longa e cansativa de mais de uma hora o presidente interino da Conmebol, o uruguaio Wilmar Valdez, fez um discurso. Único dirigente importante não indiciado pelo FBI, ele não deixou de citar os problemas com a Justiça que a entidade vem enfrentando e convocou os clubes para se unirem aos dirigentes para limpar a imagem da entidade. Seus dois últimos presidentes, Juan Angel Napout e Eugenio Figueiredo, estão presos. Nicolas Leóz cumpre prisão domiciliar em Assunção.

A Conmebol ainda prestou homenagem a Pablo Forlán e Diego Forlán. Pai e filho, ídolos do Peñarol, receberam uma condecoração. O pai foi campeão do torneio com a equipe uruguaia e o filho tentará o feito nesta edição. O Nacional, rival do Peñarol, também foi homenageado por sua 20ª participação seguida na Libertadores, um recorde.  

O Olímpia também foi homenageado. O River Plate, atual campeão, idem. Guerrón, do Tigres, foi eleito o melhor jogador da última edição e Gustavo Bou, do Racing, recebeu homenagem por ter sido o artilheiro.