Tamanho do texto

No primeiro jogo sem o técnico português, torcida não poupa jogadores. Costa, Hazard e Fàbregas são chamados de "ratos"

Ivanovic comemora com colegas o primeiro gol do Chelsea contra o Sundeland
Clive Rose/Getty Images
Ivanovic comemora com colegas o primeiro gol do Chelsea contra o Sundeland


No primeiro jogo sem José Mourinho como técnico, o Chelsea venceu o Sunderland no Stamford Bridge e conseguiu abrir uma vantagem razoável para a zona de rebaixamento do Campeonato Inglês. Com gols nos primeiros minutos (Ivanovic, aos 6, e Pedro, aos 13), a equipe encaminhou a vitória por 3 a 1 (Oscar e Borini também marcaram). Alívio para Roman Abramovich e Guus Hiddink, o técnico recém contratado , que assistiram o jogo das tribunas ao lado do ídolo Didier Drogba, de férias do Montreal Impact. 

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Inglês

Quem comemorou, mas nem tanto, foi a torcida do Chelsea, que não esqueceu de Mourinho e prestou homenagens ao agora ex-treinador do clube. Com muitas faixas, gritos especiais e com o nome de Mourinho canta à exaustão, os fãs do time azul de Londres fizeram questão de deixar claro que nunca vão deixar de apoiar o treinador campeão inglês três vezes (2004/05, 2005/06 e 2014/15).

Reprodução/Twitter
"Hazard, Costa e Césc: três ratos", diz torcedora do Chelsea em faixa no Stamford Bridge


"Se você decepciona Mourinho, você nos decepciona", dizia uma das faixas. Em outra, uma torcedora acusa três jogadores de serem os "ratos" responsáveis pela queda de produção da equipe na temporada. "Os três ratos: Hazard, Cesc (Fàbregas) e (Diego) Costa".

Guus Hiddink, Didier Drogba e Roman Abramovich nas tribunas de Stamford Bridge
Clive Mason/Getty Images
Guus Hiddink, Didier Drogba e Roman Abramovich nas tribunas de Stamford Bridge

No dia 29 de novembro, em partida contra o Tottenham em White Hart Lane, Diego Costa foi substituído e no caminho para o banco jogou um colete na direção de Mourinho. Os dois passaram panos quentes no desentendimento, mas estava claro que havia algo errado. 

Na última segunda-feira, após derrota para o Leicester, Mourinho se disse decepcionado com os jogadores que o teriam abandonado. Foi a deixa para Abramovich, o dono do Chelsea, tomar a decisão de demitir Mourinho na quinta-feira. 

Reprodução/Twitter
"Se você decepciona José, você nos decepciona", diz a faixa contra os jogadores


A resposta rápida dos jogadores, com gols rápidos contra um dos piores times da Premier League, foi a prova para alguns torcedores de que algo de podre havia em Stamford Bridge. 

Quando Diego Costa foi substituído, aos 30 do segundo tempo, muitos torcedores o vaiaram e cantaram ainda mais forte o nome de José Mourinho, que neste sábado esteve em uma partida da segunda divisão inglesa entre Brighton e Middlesbrough.

A vitória do Chelsea deixa a equipe com 18 pontos, quatro acima do Swansea, a primeira equipe na zona de rebaixamento e que joga neste domingo em casa contra o West Ham.


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.