Tamanho do texto

Indignados com goleada sofrida para o time reserva do Corinthians, torcedores pedem contratação de Diego Lugano

Torcedores ironizaram diretoria do São Paulo, dizendo que denúncias de Ataíde Gil Guerreiro contra Aidar resultaram em pizza
Newton Menezes/Futura Press
Torcedores ironizaram diretoria do São Paulo, dizendo que denúncias de Ataíde Gil Guerreiro contra Aidar resultaram em pizza

Cerca de 150 torcedores fizeram um barulhento protesto em frente ao Morumbi, antes da partida deste sábado, em que o São Paulo enfrenta o Figueirense com o compromisso de vencer e encaminhar a classificação para a Copa Libertadores da América.

Indignados com a goleada por 6 a 1 sofrida no último domingo para o time reserva do Corinthians, o grupo pediu "respeito à camisa tricolor" assim que o ônibus chegou ao estádio. Gritos de "time sem vergonha" e pedidos de contratações deram à tônica ao protesto. "Chega de humilhação! Já que não honra a camisa, honren o seu salário (sic)", dizia uma das faixas.

Torcedores se exaltaram na chegada do ônibus da delegação do São Paulo
Newton Menezes/Futura Press
Torcedores se exaltaram na chegada do ônibus da delegação do São Paulo

Mesmo já em fase final de carreira, o uruguaio Diego Lugano é o ídolo que esse grupo que ver contratado. O zagueiro está defendendo o Cerro Porteño, do Paraguai. Um torcedor exibia um cartaz com o seguinte questionamento. "Leco, Ataíde e Gustavo: trazer o Lugano não rende comissão?

O zagueiro Lucão, o meia Michel Bastos, o lateral Reinaldo e o atacante Alexandre Pato foram os maiores alvos dos xingamentos e ofensas.

Com predominância de torcedores vestidos com camisas das organizadas, o grupo cobrou Carlos Miguel Aidar. Os torcedores cobram a divulgação da gravação feita por Ataíde Gil Guerreiro que incriminaria o ex-presidente “Não queremos que a gravação acabe em pizza”, dizia uma faixa. Os torcedores compraram diversas pizzas do Habibs, que tem loja no Morumbi, para compor o visual do protesto.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.