Tamanho do texto

Desafeto de Del Nero e presidente da Federação Catarinense, Delfim Peixoto rebateu insinuações de Eurico Miranda

Delfim Peixoto é presidente da Federação Catarinense e vice da CBF
Divulgação/FCF
Delfim Peixoto é presidente da Federação Catarinense e vice da CBF

O presidente da federação catarinense de futebol e vice da CBF, Delfim Peixoto, esquentou a disputa de bastidores que trava com Eurico Miranda desde o início da luta do Vasco contra o rebaixamento no Brasileirão. Peixoto disse nesta sexta-feira que há algo "meio forçado" para que o Vasco não caia de novo para a Série B.

O Vasco está na 18ª colocação com 37 pontos, três atrás do Figueirense, primeiro clube fora da zona de rebaixamento. Faltam duas rodadas para o fim do Brasileirão.

Peixoto e Del Nero. Se o segundo renunciar, o primeiro assume a CBF. Hoje são desafetos
Divulgação/FCF
Peixoto e Del Nero. Se o segundo renunciar, o primeiro assume a CBF. Hoje são desafetos

"Não sou eu quem vai dizer que os campeonatos da CBF não têm lisura. No meu estado, pelo menos, há lisura. Pode estar acontecendo umas coisas meio diferentes no atual campeonato... Está um negócio meio forçado para que tal clube não caia. Mais até na parte de baixo do que em cima", disse Peixoto em entrevista à ESPN Brasil. Perguntado se o clube citado seria o Vasco, ele reforçou a suspeita: "Estou falando do Vasco".

A declaração é uma resposta a Eurico Miranda, que por mais de uma vez acusou a CBF de beneficiar clubes de Santa Catarina. A principal crítica é em relação à partida entre Vasco e Chapecoense, no Maracanã, em que dois lances de mão na bola, um em cada uma das áreas, tiveram decisões diferentes do árbitro Ricardo Marques Ribeiro. Houve pênalti para a Chapecoense, mas não para o Vasco. A partida acabou 1 a 1.

"O Criciúma, grande clube catarinense, caiu no ano passado, estava caindo aos poucos, e ninguém ficou preocupado. 'Ah, ele não pode cair'. Caiu normalmente, é uma cultura que nós temos. Esse ano o Joinville caiu, inclusive jogando contra o Vasco. A marmelada que o senhor lá do Vasco disse, que havia marmelada dos catarinenses para tirar o Vasco. Não sei por que, qual o interesse de Santa Catarina de tirar o Vasco? Tem que cair aquele que merece cair", declarou.

Eurico Miranda já convocou uma entrevista coletiva para afirmar que Delfim pressiona árbitro em jogos em Santa Catarina indo aos vestiários antes das partidas. "Ele (Eurico) sempre foi assim, é mentiroso". Porém, em súmula da partida entre Chapecoense e Vasco, na Arena Condá, com o mesmo árbitro da partida do Maracanã, Ricardo Marques confirmou a visita de Delfim ao seu vestiário. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.