Tamanho do texto

Treinador foi comunicado pela diretoria de que não teria seu contrato renovado e não dirige a equipe nem mesmo na reta final do Brasileirão. Em pronunciamento, segurou as lágrimas

Levir Culpi faz pronunciamento emotivo na Cidade do Galo
Reprodução/SporTV
Levir Culpi faz pronunciamento emotivo na Cidade do Galo


O técnico Levir Culpi anunciou nesta quinta-feira que não é mais o técnico do Atlético-MG, depois de ter sido informado pela diretoria que o clube seguirá um rumo diferente na próxima temporada. Ele não vai mais dirigir a equipe, atual segunda colocada, nem mesmo nas últimas duas rodadas do Brasileirão. Diogo Giacomini, dos juniores, assume interinamente.

Entre os treinadores da Série A, Levir era aquele que etava há mais tempo no cargo, tendo sido contratado no dia 24 de abril do ano passado, substituindo Paulo Autuori. Essa foi a quarta passagem pelo Galo, depois de 1994-95, 2001, 2006-07, se tornando o terceiro treinador com mais jogos orientando a equipe. 

Galo tem quatro pontos a mais que o Grêmio na vice-liderança. Confira a tabela 

"Acabou. A diretoria chegou a uma conclusão de que não deveremos prosseguir com nosso trabalho. Eles me comunicaram de um modo bem profissional e agora têm a oportunidade de fazer outro projeto para o ano que vem", afirmou o técnico em seu proncunciamento, antes de se emocionarr, esforçando-se para segurar as lágrimas. 

Levir tinha contrato com o Atlético até o final desta temporada, e a possível renovação já havia se tornando uma novela em Belo Horizonte. O nome de Muricy Ramalho é bastante especulado para 2016, com o time já garantido na Copa Libertadores da América. 

Ao encerrar seu pronunciamento, o técnico afirmou que poderia ser visto como um "bipolar". "Já dei entrevistas aqui muito alegre. Houve dias em que estava nervoso também. Mas hoje é um dia muito triste. No fundo, no fundo... eu gostaria que vocês falassem: "Você é um cara legal". Pronto. É isso. Até breve", afirmou, contendo as lágrimas, antes de se levantar e deixar a sala.

Veja os técnicos da Série A que foram demitidos ou pediram demissão em 2015:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas