Tamanho do texto

Jordi Jané, conselheiro do Interior, explicou em entrevista coletiva que a entrada ao Camp Nou terá maior fiscalização

Barcelona e Roma e voltam a se enfrentar depois de empate na estreia da Liga dos Campeões
Salvatore Laporta/AP
Barcelona e Roma e voltam a se enfrentar depois de empate na estreia da Liga dos Campeões

A segurança para a partida da Liga dos Campeões entre Barcelona e Roma, que será disputada nesta terça-feira, no Camp Nou, foi triplicada devido às recentes ameaças terroristas na Europa e ficará sob responsabilidade de seguranças privados do clube, da Guarda Urbana e da Polícia local.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Liga dos Campeões

O conselheiro do Interior do governo autônomo da Catalunha, Jordi Jané, explicou nesta segunda-feira em entrevista coletiva que a entrada ao estádio do Barcelona terá uma maior fiscalização. Por isso, pediu "paciência" aos torcedores de ambas as equipes.

As portas do Camp Nou serão abertas três horas antes do início da partida. Os torcedores passarão por uma fiscalização especial e alguns objetos não serão permitidos no estádio, embora o conselheiro não tenha especificado na coletiva quais são eles.

Além disso, várias outras atrações do Camp Nou, como o Museu do Barcelona, que ficava aberto em ocasiões como o jogos da 'Champions', também será fechado para evitar riscos, indicou Jané.

"A segurança tem um preço, que é um maior controle", defendeu Jané sobre o reforço para a partida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas