Tamanho do texto

O belga Romelu Lukaku mora há seis anos com a família em Molenbeek, considerada centro dos ataques à Paris há 10 dias

O belga Romelu Lukaku, atacante do Everton
Alex Livesey/Getty Images
O belga Romelu Lukaku, atacante do Everton

O jornal inglês "The Guardian" noticiou nessa segunda-feira que o jogador do Everton e da seleção belga, Romelu Lukaku, pretende vender sua casa em Molenbeek "o mais rápido possível" depois da descoberta da polícia de que o distrito era o centro dos ataques há Paris no começo do mês.

As autoridades belgas divulgaram a prisão de 21 pessoas nas operações que ocorrem desde sábado nos arredores do distrito.

Lukaku disse que está preocupado com a segurança de sua família " Eu moro em Molenbeek onde a polícia está fazendo esse monte de coisas.Tenho um apartamento lá há seis anos e é um ótimo bairro. Sempre calmo, nunca tive problemas", lembrou o atacante.

Leia também:
+ Cancelamento do jogo entre Alemanha e Holanda evitou atentado, diz jornal

"Mas com todas essas coisas que estão acontecendo, está difícil. Foi um choque porque a segurança está em um nível muito alto e a minha família está aqui agora. Meu irmão não mora mais em Bruxelas. Obviamente estamos tentando nos mudar o mais rápido possível. Você só quer que sua família esteja segura", desabafou o jogador.

Lukaku foi titular neste fim de semana e marcou dois gols na vitória do Everton por 4 a 0 sobre o Aston Villa. O time de Liverpool está em 7º lugar no Campeonato Inglês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.