Tamanho do texto

O Real tem o melhor ataque do Espanhol, mas Rafa Benítez enfrenta críticas sobre suposto estilo defensivo. Para encarar o Barça, terá força máxima. Do outro lado, Messi será titular?

Rafa Benítez, pressionado antes do clássico
EFE
Rafa Benítez, pressionado antes do clássico



O técnico do Real Madrid, Rafa Benítez, afirmou nesta sexta-feira que sua equipe é a favorita para vencer o clássico deste sábado contra o Barcelona, válido pelo Campeonato Espanhol, por atuar diante da torcida no Santiago Bernabéu.

"Vamos jogar em nosso estádio e para nossos torcedores, por isso penso que o Real Madrid é favorito. Estamos confiantes, jogaremos essa partida com paixão e é preciso ser positivo. Espero uma partida difícil, mas um lindo jogo para os nossos torcedores de todo o mundo", disse Benítez em entrevista coletiva.

"A equipe chega bem, com vontade e esperança, consciente da importância de uma partida contra o Barcelona e de conseguir os três pontos para seguir na briga (pelo título) até o final", completou.

Após perder a primeira partida no Espanhol no último de final de semana para o Sevilla, por 3 a 2, no estádio Sánchez Pizjuán, Benítez justificou o resultado pela sequência de lesões da equipe. Com o revés, o Real caiu para a vice-liderança do torneio, ultrapassado exatamente pelo Barcelona, que está três pontos na frente do rival.

Veja como está a classificação de La Liga

Benítez, porém, comemorou que terá no clássico, "pela segunda vez na temporada, todo o elenco disponível", incluindo o lateral Marcelo e o atacante Karim Benzema, recuperados.

Questionado se é defensivo demais e sobre um suposto pedido da equipe para ser mais ofensiva, Benítez recorreu aos números para rebater as críticas. "Respeito às opiniões, mas o time mais ofensivo é o que mais chuta e mais faz gols, e esse é o Real Madrid. Vamos seguir fazendo isso, com mais efetividade se pudermos".

Messi
O técnico do Barcelona, Luis Enrique, confirmou nesta sexta-feira que o atacante Lionel Messi já está recuperado da lesão no joelho esquerdo, sofrida em 26 de setembro, e está à disposição para o clássico contra o Real Madrid neste sábado, mas não confirmou se o astro será escalado como titular.

Leia também
+ Imprensa mundial reverencia Neymar após gol antológico

"Sobre o tema de Leo, as sensações são positivas desde que ele voltou a treinar com o grupo. Ele já está recuperado. Falta o treino desta tarde e, a partir daí, conversaremos para ver em que estado ele se encontra", declarou o treinador em entrevista coletiva.

Luis Enrique: Barça defende liderança e pode ter Messi como reforço
EFE
Luis Enrique: Barça defende liderança e pode ter Messi como reforço


Luis Enrique admitiu que o jogador não está completamente pronto, mas, como se trata de um craque, pode ser útil ainda assim. "É evidente que Messi não estará 100% porque sai de uma lesão que o deixou oito semanas fora, mas é um jogador tão importante que, independentemente de como se encontre, é ótimo tê-lo recuperado", considerou.

O técnico tem opinião parecida em relação ao meia Ivan Rakitic, que também voltou a treinar com o grupo depois de ter machucado a panturrilha direita, o que o deixou de fora da partida contra o BATE Borisov, pela Liga dos Campeões.

"Ivan está um pouco na mesma situação que Leo, embora sua lesão tenha sido muito mais curta. Treinou nestes dias conosco e se encontra muito bem. Agora, é preciso ver um pouco as mensagens que os dois jogadores podem me enviar", desconversou

Segurança
Benítez também falou sobre a segurança reforçada do clássico após os atentados terroristas em Paris, que causaram a morte de 129 pessoas. Serão 1.200 agentes da Polícia Nacional no dérbi espanhol, um número seis vezes maior do que o normal em jogos deste tipo no país. 

"O que mais me preocupa é o que está ocorrendo em nível mundial. Me solidarizo com as vítimas dos atentados. Isso sim é bastante grave e preocupante", destacou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas