Tamanho do texto

Francês, suspenso pela entidade, não poderá concorrer às eleições presidenciais. Musa Bility também é deixado de fora

Michel Platini não poderá concorrer à presidência da Fifa
Shaun Botterill/Getty Images
Michel Platini não poderá concorrer à presidência da Fifa


A Fifa divulgou, nesta quinta-feira, a lista final de candidatos à presidência da entidade. Michel Platini, atual presidente da Uefa, que esteve envolvido em investigações sobre recebimento irregular de verba por Joseph Blatter, foi excluído e não poderá participar das eleições. A única chance que o francês tem para voltar a ser um dos candidatos é tentar recorrer ao TAS, o Tribunal Arbitral do Esporte. 

Após o anúncio dos sete concorrentes ao pleito, em outubro, a organização estudou todos os nomes para que as candidaturas pudessem ser validadas. A lista final conta com apenas cinco representantes, pois o presidente da Federação Liberiana de Futebol, Musa Bility, também foi excluído da corrida pelo cargo na Fifa. 

Dessa forma, os cadidatos oficiais são Ali Al Hussein, Sheikh Salman Bin Ebrahim Al Khalifa, Jérôme Champagne, Gianni Infantino e Tokyo Sexwale.

LEIA TAMBÉM:
Entrevista exclusiva com Jérôme Champagne: "Não tenho nenhum medo"

A eleição que definirá o próximo comandante da maior entidade de futebol no mundo já tem data e local marcados: 26 de fevereiro, em Zurique, na Suíça. A decisão será tomada por meio de um congresso extraordinário. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas