Tamanho do texto

Técnico diz que volante era reserva quando o convocou pela primeira vez, o que não é verdade. Jogador não faz na seleção a mesma função que desempenha no seu clube e é cobrado

Elias é titular da seleção brasileira, mas não repete atuações que tem no Corinthians
Mowa Press
Elias é titular da seleção brasileira, mas não repete atuações que tem no Corinthians

Poucos jogadores titulares da seleção brasileira são mais cobrados para repetir na equipe de Dunga o desempenho que mostra no seu clube como o corintiano Elias. Escalado por Dunga entre os 11 que iniciaram as partidas contra Chile e Venezuela, as primeiras das eliminatórias em outubro, ele também é cotado para iniciar a partida contra a Argentina nesta quinta-feira. Tudo isso sem repetir no time de Dunga o que vem fazendo no atual líder do Brasileirão e virtual campeão de 2015. 

E nesta quarta-feira, véspera da partida em Buenos Aires, o técnico cometeu uma gafe quando foi perguntado sobre o motivo de Elias não ser na seleção brasileira o que é no Corinthians. Disse que nunca tolhiu a liberdade do volante e que foi convocado quando ele era reserva no Corinthians. O que não é verdade.

"O Elias tem a mesma liberdade do Corinthians. Não muda nada. Até para relembrar, quando eu o convoquei pela primeira vez, ele estava na reserva do Corinthians. Ir ao ataque é característica dele, e quando o jogador tem uma característica, o treinador não pode mudar. Não tem como eu dizer para mudar. É característica, não se muda. Se aproveita", disse Dunga.

Dunga forçou um pouco quando disse que convocou Elias quando era reserva no Corinthians
Mowa Press
Dunga forçou um pouco quando disse que convocou Elias quando era reserva no Corinthians

Elias estava na lista de convocados que Dunga divulgou em agosto de 2014, a primeira depois da Copa do Mundo. A convocação foi feita em 19 de agosto do ano passado. Três dias, no dia 16, Elias havia sido titular em partida contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro. Também fora titular na partida contra o Santos, anterior ao jogo com o time de Salvador. 

Elias passou por um momento de turbulência no Corinthians entre abril e maio de 2015, quando o Corinthians foi eliminado do Paulistão e da Libertadores, ficou alguns jogos no banco, mas nunca foi "reserva do Corinthians", como Dunga afirma. 

O jogador também concedeu entrevista nesta quarta-feira na Arena Corinthians, onde a seleção se preparou para o jogo de quinta na Argentina, e minimizou as cobranças sobre as diferenças entre seu futebol no clube e na seleção.

"O jogador tem que ser inteligente às vezes, saber o momento certo para chegar ao ataque. Eu tenho essa noção, de infiltrar às vezes, chegando de trás. O importante é ajudar a seleção a vencer os jogos, chegando ao ataque ou não", comentou. 

Na seleção, em 13 jogos desde o retorno de Dunga, Elias não marcou nenhum gol. Já no Corinthians, Elias tem cinco gols em 22 jogos do Campeonato Brasileiro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas