Tamanho do texto

Técnico brasileiro conquistou o Campeonato Chinês, além de estar na final da Liga dos Campeões da Ásia

Ricardo Goulart (à esquerda) e Felipão (à direita), ambos trabalham no Guangzhou Evergrande, da China
ChinaFotoPress/ChinaFotoPress via Getty Images
Ricardo Goulart (à esquerda) e Felipão (à direita), ambos trabalham no Guangzhou Evergrande, da China

O técnico Felipão, que assumiu o Guangzhou Evergrande no meio da temporada e conquistou o Campeonato Chinês, foi eleito nesta terça-feira como o treinador do ano no país, em uma cerimônia que também coroou Ricardo Goulart, ex-Cruzeiro e um dos destaques do time campeão, escolhido como o melhor jogador.

Em uma cerimônia realizada poucos dias depois da final da competição, o troféu de artilheiro foi entregue ao atacante brasileiro Aloísio, ex-São Paulo, do Shandong Luneng. Já o goleiro do Evergrande, Zeng Cheng, ficou com a Luva de Ouro.

Felipão chegou em junho para substituir o italiano Fabio Cannavaro, após um início de temporada inconsistente do Evergrande. O técnico conseguiu consolidar o estilo de jogo do time, assumindo a liderança para conquistar o quinto título consecutivo do Chinês.

O treinador brasileiro ainda pode levar o Evergrande a mais um título na temporada, já que a equipe está na final da Liga dos Campeões da Ásia.

No último domingo, o Evergrande empatou em 0 a 0, fora de casa, com o Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, na partida de ida da decisão. A volta será disputada no Estádio Tianhe, no dia 21 de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.