Tamanho do texto

Seleção brasileira volta a treinar no CT do clube paulista. Na última que isso aconteceu, técnico não durou muito depois

O técnico Dunga em treino da seleção brasileira no CT do Corinthians
André Mourão/MoWA Press
O técnico Dunga em treino da seleção brasileira no CT do Corinthians

A CBF escolheu o CT do Corinthians, na saída de São Paulo para Guarulhos, como local dos primeiros treinos do Brasil para os jogos contra Argentina e Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 . Não é a primeira vez que o moderno centro de treinamentos corintiano recebe a seleção brasileira . Pela logística de viagem faz todo sentido. Porém esse fato traz uma coincidência não muito boa para Dunga, especialmente enquanto vê Tite como principal ameaça para o seu cargo.

Leia: Em SP, Dunga comanda treino sem Neymar e reserva atenção especial a Kaká

Em 2012, quando o CT do Corinthians recebeu o Brasil, o técnico era Mano Menezes. Ele comandou treinos da equipe que jogaria na Argentina o "Superclássico das Américas" com jogadores de times brasileiros. Este foi o último compromisso à frente da seleção. Depois da passagem por Guarulhos, o Brasil foi à Argentina para jogo em Resistência. A partida foi adiada por falta de energia e remarcada para La Bombonera em novembro de 2012. Na semana seguinte, mesmo com o "título" nos pênaltis, Mano foi demitido. 

Três anos depois, o Brasil volta a treinar no CT do Corinthians antes de uma viagem para a Argentina e Dunga, há pouco mais de um ano no cargo, nunca esteve tão ameaçado. Depois de um desempenho horrível na Copa América, começou as eliminatórias de forma cambaleante. Resultados ruins contra Argentina e Peru, rival do dia 17 em Salvador, podem representar o fim da linha para o treinador.

Leia também: Tevez sente lesão, é cortado da Argentina e não enfrenta o Brasil

Como não dá entrevistas, Marco Polo del Nero, o presidente da CBF, não fala sobre suas impressões a respeito de Dunga, mas como seu antecessor, José Maria Marin, gosta de tomar decisões que lhes garantam alguma simpatia da opinião pública.

Sucesso pelo Corinthians faz técnico virar sombra para Dunga na seleção brasileira
Divulgação
Sucesso pelo Corinthians faz técnico virar sombra para Dunga na seleção brasileira

Roberto de Andrade, o atual presidente do Corinthians, declarou na última semana que é o maior torcedor de Dunga na seleção. Disse isso por saber que qualquer sequência de insucessos do treinador no time nacional vai representar uma mudança nos planos da CBF e não há nome mais indicado para o cargo hoje do que o de Tite.

Andrés Sanchez, o presidente não oficial do Corinthians e então diretor de seleções em 2012, quando Mano foi demitido, não concordou com a mudança no comando há três anos. Luiz Felipe Scolari foi convocado por Marin por considerar que a seleção precisava de um nome forte e de respeito às vésperas da Copa. Andrés deixou a CBF logo depois.

Ele esteve no CT durante o treino da seleção nesta segunda-feira. Conversou com membros da confederação e saiu logo depois. Foi o representante do Corinthians em mais uma visita da seleção ao CT.

Tite e seus comandados (à exceção dos convocados Cássio, Elias, Gil e Renato Augusto) estão de folga por dois dias e não vão “cruzar” o caminho da seleção no CT corintiano. Mas é no mesmo campo que Dunga pisa agora que mora sua principal ameaça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas