Tamanho do texto

Revista alemã "Der Spiegel" denunciou escândalo de propina na escolha de sede da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha

Presidente renuncia após escândalos
Getty Images
Presidente renuncia após escândalos

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Wolfgang Niersbach, renunciou nesta segunda-feira como consequência de uma série de irregularidades relacionadas com a Copa do Mundo de 2006 . Niersbach anunciou a renúncia após uma reunião da cúpula da DFB.

"Eu reconheci que chegou a hora de assumir a responsabilidade por um fato político relacionado com a Copa de 2006. O cargo de presidente não deve ser prejudicado", disse em um comunicado oficial. "A renúncia serve para proteger a DFB e o cargo", continuou o agora ex-mandatário.

Niersbach ressaltou que sua renúncia não é uma confissão de culpa. Ele reiterou que o processo de escolha da sede de 2006 foi limpo, confiável e correto.

Denúncia pública

O escândalo surgiu após uma denúncia da revista "Der Spiegel" sobre supostas propinas pagas para que o país conseguisse sediar o Mundial de 2006, envolvendo uma transferência de 6,7 milhões de euros à Fifa.

Leia também: Beckenbauer admite erro, mas nega fraude na escolha da sede de 2006

Na semana passada, a promotoria de Frankfurt abriu inquérito contra ele e seu antecessor, Theo Zwanziger, por causa de suspeita de sonegação de impostos e esse teria sido o motivo de Niersbach deixar o cargo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.