Tamanho do texto

Construção exige a desapropriação de alguns terrenos, mas os donos têm sido resistentes na hora de negociar

O estádio que Beckham quer construir em Miami
Divulgação
O estádio que Beckham quer construir em Miami

As negociações para a construção, no centro de Miami (EUA), do estádio de futebol que o inglês David Beckham promove estão estagnadas devido à resistência de vários vizinhos em vender suas propriedades pelo preço oferecido.

Tim Leiweke, um dos negociadores do grupo de investidores Miami Beckham United, afirmou ao jornal "The Miami Herald" que alguns proprietários de partes adjacentes dos terrenos onde se planeja construir o estádio estão apresentando complicações adicionais.

A construção do estádio de futebol para ser usado por um novo time da Major League Soccer (MLS) exige a demolição de uma série de casas ocupadas perto da região projetada para a obra, mas, para isso, primeiro é necessário que o grupo investidor as adquira.

Leia também: Gol pelo Goianésia coloca brasileiro entre os finalistas do Prêmio Puskás

E alguns moradores desta região de classe média baixa da cidade resistem a vender ou pedem uma quantia excessiva, disse Leiweke ao jornal.

Os proprietários "provavelmente farão saltar pelos ares as negociações" que estão em pleno curso, advertiu Leiweke.

O ex-jogador inglês David Beckham
AP Photo/Bebeto Matthews
O ex-jogador inglês David Beckham

No final de outubro foi divulgado que a Junta de Escolas Públicas do condado de Miami-Dade poderia se tornar a proprietária do estádio de futebol, que seria construído ao lado do atual estádio do Miami Marlins, equipe da Major League Baseball (MLB).

Leia também: "Nível Einstein", Lampard é o verdadeiro gênio do futebol

Os membros da Junta Escolar avaliaram a possibilidade de que a Prefeitura de Miami, proprietária dos terrenos, os transfira a esta entidade pública em troca do cumprimento de uma série de compromissos por parte do Beckham United Group.

Mas a construção do estádio de futebol passa primeiro pela aquisição de uma série de imóveis adjacentes aos terrenos e a realocação dos moradores para outra região.

"Eles (os proprietários) sabem o que estamos fazendo, mas, infelizmente, os termos que propõem são pouco realistas", disse Leiweke.

Desde o começo de 2014, Beckham anunciou seu interesse em construir em Miami um estádio para 20 mil espectadores, após adquirir uma franquia da MLS. No entanto, os dois primeiros lugares propostos pelo ex-jogador, no centro da cidade, na moderna área do porto, fracassaram pela oposição de associações de moradores e ambientalistas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.