Tamanho do texto

Finalista da Bola de Ouro de 2012, Alex Morgan é a principal contratação do Orlando Pride para a disputa da NWSL

Da esquerda para a direita: Kaylyn Kyle, Alex Morgan e Sara Hagen com a camisa do Orlando Pride
Divulgação/Orlando Pride
Da esquerda para a direita: Kaylyn Kyle, Alex Morgan e Sara Hagen com a camisa do Orlando Pride

O recém-fundado Orlando Pride, time feminino do Orlando City, pelo qual joga o meia brasileiro Kaká, anunciou nesta segunda-feira as três primeiras jogadoras de sua história. Tratam-se das atacantes americanas Alex Morgan e Sarah Hagen e a meia canadense Kaylyn Kyle.

Antes, o clube anunciou que o time feminino será dirigido pelo renomado técnico Tom Sermanni, ex-treinador das seleções dos EUA e da Austrália.

Alex Morgan é considerada uma das musas do futebol feminino
Sports Illustrated
Alex Morgan é considerada uma das musas do futebol feminino

Alex Morgan chega para ser o principal nome da equipe feminina de Orlando, desempenhando papel parecido com o exercido por Kaká no time masculino. A jogadora é atual campeã olimpica e da Copa do Mundo pela seleção americana, pela qual marcou 56 gols em 95 jogos.

Leia também: Chinês provoca Felipão lembrando o 7 a 1 e técnico se revolta com palavrão

Alex, de 26 anos, chega ao Orlando Pride vinda do Portland Thorns, pelo qual se sagrou campeã da National Women’s Soccer League (NWSL) 2013. Em 2012, na temporada em que marcou 28 gols e deu 21 assistências, a atleta concorreu a Bola de Ouro de melhor jogadora do mundo, sendo derrotada pela sua compatriota Amy Wambach. No mesmo ano, foi escolhida pela USSoccer, a federação de futebol dos Estados Unidos, como a jogadora americana do ano.

Kaylyn Kyle, de 27 anos, também estava no Portland Thorns e chega a Orlando credenciada por levar a seleção canadense à medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e à medalha de ouro no Pan-Americano de 2011, em Guadalajara (MEX). Ajudou ainda sua seleção, pela qual já disputou mais de 100 partidas, a chegar às quartas de final da Copa do Mundo de 2015, no Canadá.

Com passagem pelo Bayern de Munique, marcando 38 gols em 51 jogos, Sarah Hagen, de 25 anos, foi contratada junto ao FC Kansas City, pelo qual foi campeã da NWSL em 2014. Na campanha do título, marcou oito gols em 26 jogos, o que a levou para a seleção americana em duas oportunidades.

Proprietário do Orlando City, o brasileiro Flávio Augusto da Silva destacou a chegada de Alex Morgan e de suas novas companheiras como parte de uma resposta ao apoio da torcida na temporada inaugural da equipe na MLS

"Nossa torcida nos deu diversos presentes na temporada inaugural do Orlando City na MLS, quebrando diferentes recordes de público da liga. Precisávamos responder à altura. Primeiramente, aumentamos a capacidade do estádio que estamos construindo no centro da cidade. Depois, lançamos o Orlando City B e o Orlando Pride. Agora, apenas uma semana depois de anunciarmos o Pride, já estamos trazendo para Orlando uma super estrela do esporte mundial, como a Alex Morgan, e outras duas jogadoras de nível internacional, como Kaylyn e Sarah. Prova de que, assim como o Orlando City, o Orlando Pride também nasceu para brilhar", disse.

O Orlando City estreou na MLS na temporada 2015 e obteve a melhor média de público entre equipes estreantes, com 32.847 pagantes por jogo nas partidas realizadas em Orlando -, tornando-se ainda a franquia que mais rapidamente atingiu a marca de meio milhão de torcedores em casa. O time também estabeleceu o recorde de público do estádio Orlando Citrus Bowl logo em sua estreia na Major League Soccer, no dia 8 de março de 2015: 62,5 mil espectadores. Apesar do apoio do público, a equipe de Kaká ficou fora dos playoffs da liga.

Para consolidar a paixão que a equipe despertou em sua temporada de estréia, além de um novo estádio que está sendo construído no centro de Orlando e que deverá ser utilizado já em 2016, o clube anunciou a criação do Orlando City B, que disputará a liga de desenvolvimento da MLS (USL), e o Orlando Pride, que disputará a National Women’s Soccer League (NWSL). 

Conheça as novas jogadoras do Orlando Pride:

Alex Morgan é o primeiro reforço do Orlando Pride
Divulgação
Alex Morgan é o primeiro reforço do Orlando Pride

Nome: Alex Morgan
Altura: 1,70m
Data de nascimento:  2/7/1989
Local de nascimento: San Dimas, Califórnia (EUA)
Clubes: West Coast FC, California Storm, Pali Blues, Western New York Flash, Seattle Souders e Portland Thorns
Seleção EUA: 95 jogos e 56 gols


Canadense Kaylyn Kyle reforça Orlando Pride
Reprodução
Canadense Kaylyn Kyle reforça Orlando Pride

Nome: Kaylyn Kyle
Altura: 1,72m
Data de nascimento:  6/10/1988
Local de nascimento: Saskatoon, Saskatchewan, Canadá
Clubes: Vancouver Whitecaps, Piteå IF (SUE), Seattle Reign, Boston Brakers, Houston Dash e Portland Thorns
Seleção Canadá: 101 jogos e seis gols


Sarah Hagen novo reforço do Orlando Pride
Divulgação
Sarah Hagen novo reforço do Orlando Pride

Nome: Sarah Hagen
Altura: 1,80m
Data de nascimento: 18/11/1989
Local de nascimento: Appleton, Wisconsin (EUA)
Clubes: Milwaukee Nationals, Bayern de Munique (ALE) e Kansas City
Seleção EUA: 2 jogos e nenhum gol


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.