Tamanho do texto

Antes algoz, equipe treinada por Tite amarga oitavo jogo seguido sem vitórias em clássicos estaduais

Tite: em 2015, retrospecto ruins em clássicos estaduais
Divulgação
Tite: em 2015, retrospecto ruins em clássicos estaduais


Tite gosta de dizer que clássicos são “campeonatos à parte”. Sorte do técnico que não existe uma tabela para esse torneio. Se assim fosse, o Corinthians  estaria na zona de rebaixamento. 

A equipe não conseguiu eliminar o Santos pelas oitavas de final da Copa do Brasil  e completou oito jogos seguidos sem vencer um rival paulista em 2015: três empates e cinco derrotas. A última vitória foi contra o São Paulo, em março, pela primeira fase do Campeonato Paulista. Desde então, o time de Tite coleciona decepções contra seus adversários mais tradicionais.

Leia mais: Corintianos poupam time de vaias após eliminação e miram Brasileiro

Também pelo Estadual, o Corinthians empatou com o Santos em 1 a 1 na sua arena e ficou no 2 a 2 com o Palmeiras, também no seu estádio, quando acabou eliminado na semifinal nos pênaltis. Pela Libertadores, perdeu para o São Paulo por 2 a 0 na rodada final da fase de grupos.

Chegou o Brasileiro  e o primeiro turno terminou com três resultados ruins contra seus rivais. Perdeu para o Palmeiras em casa (0 a 2), para o Santos na Vila (1 a 0) e empatou com o São Paulo no Morumbi. Veio a Copa do Brasil e foram outras duas derrotas para o Santos: 2 a 0 fora de casa e 2 a 1 em Itaquera.

O cenário era diferente até a derrota para o São Paulo na Libertadores. A sequência era favorável ao Corinthians, que tinha 17 clássicos sem perder para rivais com Tite no comando, somados jogos de 2013. O campeonato à parte era motivo de comemoração para o treinador. Não é mais.

Antes da partida contra o Santos nesta quarta, a torcida corintiana confiava no fim da escrita negativa. Lembrou do 7 a 1 sobre o rival em 2005, ironizou o mascote santista, mas logo murchou com o gol de Gabriel aos 15 minutos. Dali em diante não via qualquer chance de o time ao menos virar o jogo para romper a sequência ruim, ainda que eliminado, já que só um 4 a 1 resolveria. A virada não veio e a marca negativa segue.

O próximo clássico do Corinthians será contra o Palmeiras, dia 6, no Allianz Parque. Para o corintiano, o estádio rival traz boas lembranças. já que na única vez em que os dois se enfrentaram na nova arena palmeirense deu Corinthians: 1 a 0, em fevereiro, pelo Paulistão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.