Tamanho do texto

Entidade divulgou nesta terça-feira o calendário para o ano que vem, com o campeonato nacional sendo disputado entre 15 de maio e 4 de dezembro

Seleção brasileira vai parar o Brasileirão em 2016
Silvia Izquierdo/AP
Seleção brasileira vai parar o Brasileirão em 2016


Por conta das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, o Campeonato Brasileiro  do ano que vem não terá rodadas nas semanas em que a seleção brasileira estiver em campo. Mas a pausa na chamada "data Fifa", reivindicação antiga dos clubes que costumam ser afetados pelas convocações, será atendida em partes pela CBF.

Nesta terça-feira, a entidade divulgou o calendário de competições para 2016. Apesar de ratificar a pausa do Brasileirão durante as Eliminatórias, o cronograma não prevê o mesmo critério em outras datas Fifa. O torneio nacional e a Copa do Brasil também seguirão normalmente em agosto, mês em que o Rio de Janeiro receberá os Jogos Olímpicos. Não haverá paralisação também durante a Copa América Centenário, de 3 a 26 de junho, nos Estados Unidos ( clique para conferir o arquivo publicado no site da CBF ). 

Leia: Daniel Alves é cortado por lesão e Fabinho é convocado para amistosos nos EUA

A pausa do Brasileirão também vai provocar situações insólitas. Três rodadas da competição estão previstas para ocorrer no dia seguinte a jogos da seleção pelas Eliminatórias. Na teoria, jogadores de times do Brasil convocados teriam duas partidas para disputar em menos de 24 horas.

Outro fato não destacado pela CBF em seu anúncio: um time com jogadores convocados para suas seleções nacionais poderão perdê-los em até 14 jogos na temporada, somando Estaduais e Brasileirão.

Mesmo assim, o calendário de 2016 foi anunciado com pompa de evolução no site da CBF. "Temos nossas diretrizes de trabalho, passadas pelo presidente, e as medidas que tomamos seguem essa linha. Ouvimos os clubes, fazemos pesquisas com os torcedores e partimos para a atitude. Os jogos às 11h de domingo foram ampliados a pedido dos clubes. A cerimônia de entrada e a organização do entorno do gramado eram demandas do público, das emissoras e dos patrocinadores. Essa mudança no calendário é mais uma evolução", afirmou Manoel Flores, diretor de competições da entidade.

"Essa equipe competente que está na CBF vem tomando várias atitudes para melhorar o futebol brasileiro. Hoje, temos mais respeito em campo, com a cruzada dos árbitros contra as reclamações. As competições têm grandes marcas, criadas pelo Marketing. O Brasileirão passou a ter um cerimonial para entrada em campo e o controle padronizado do entorno do gramado, com atenção especial da Diretoria de Competições. As transferências são agilizadas por um sistema integrado. Estamos dialogando com todos os setores e trabalhando com seriedade. E precisamos lembrar que as novidades não param por aqui." Esta foi a frase atribuída a Marco Polo del Nero, presidente da CBF, no anúncio do calendário nacional para 2016.

O cronograma prevê 25 dias de pré-temporada, de 6 a 30 de janeiro, antes do início dos Estaduais, que deverão ocorrer entre 31 de janeiro e 8 de maio. O Campeonato Brasileiro reservou 38 datas entre 15 de maio e 4 de dezembro.

A CBF ainda divulgou as datas dos jogos do Brasil pelas Eliminatórias, embora não tenham sido oficializadas pela Conmebol. Uruguai, no dia 24, e Paraguai, em 29, serão os adversários em fevereiro, em locais a serem definidos. Na sequência, os adversários serão Equador (2 de setembro), Colômbia (6 de setembro), Bolívia (7 de outubro), Venezuela (11 de outubro), Argentina (11 de novembro) e Peru (15 de novembro).

Vídeo: diretor de Competições da CBF explica o calendário para 2016


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.