Tamanho do texto

Torcida perde paciência com a equipe do Vasco, protesta na sede do clube e cobra classificação diante do Flamengo

O Dia

Jorginho comanda treino do Vasco. Após vitória na estreia, pressão voltou no sábado
Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Jorginho comanda treino do Vasco. Após vitória na estreia, pressão voltou no sábado

Os protestos pela situação cada vez mais grave do Vasco no Campeonato Brasileiro começaram ainda no sábado à noite, momentos após a derrota para o Goiás. Em São Januário, torcedores gritaram palavras de ordem e fizeram ameaças aos jogadores. No domingo, com medo de mais represálias, a delegação desembarcou no Aeroporto Santos Dumont, teve acesso ao ônibus ainda na pista de pouso e deixou o local pelos fundos. Iniciativa que deve apenas adiar a cobrança dos vascaínos.

São Januário, aliás, promete ferver nos próximos dias . Com a vantagem do empate com o Flamengo, quarta-feira, para garantir a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, o Vasco entrará em campo pressionado por conta dos últimos resultados no Brasileirão. A eliminação para o arquirrival está fora de cogitação. Para amenizar o clima, Jorginho comandará treinos fechados hoje e amanhã.

Para o treinador, entretanto, a grave situação não pode atrapalhar o time na Copa do Brasil: “Temos de ir passo a passo. O clássico com o Flamengo não tem nada a ver com o Brasileiro. Perdemos um jogo, mas temos mais dezoito. Temos de ir bem nos dois torneios e trabalhamos duro para manter o grupo focado. Lutamos contra o pessimismo de muitos”, desabafou o técnico, há uma semana no cargo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.