Tamanho do texto

Primeiro turno teve média de 2,21 gols por jogo. É o número mais baixo em 25 anos e confirma tendência desde 2003

Cássio é o goleiro titular da defesa menos vazada do Brasileirão de 2015
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Cássio é o goleiro titular da defesa menos vazada do Brasileirão de 2015

O Brasileirão de 2015 registrou no seu primeiro turno a pior média de gols em 25 anos. Foram 421 gols em 190 partidas, o que significa média de 2,21 gols por partida. O número é o mais baixo desde 1990, quando o Brasileirão teve média de 1,89 gols por jogo. O levantamento é do site Futdados.

Mas quais os motivos para essa queda? Um deles é que desde a adoção dos pontos corridos, em 2003, os clubes com as melhores campanhas se destacam mais pela defesa que pelo ataque.

O Cruzeiro de 2013 e 2014 quebrou essa tendência. Foi bicampeão como melhor ataque. Mas entre 2006 e 2012, a melhor defesa foi campeã em cinco. Em 2015, o líder Corinthians confirma que ter a melhor defesa pode ser mais importante do que ter o melhor ataque. O time de Tite sofreu 14 gols e marcou 27. É o dono do quinto melhor ataque. 

No gráfico, é possível notar a tendência de queda na média de gols desde 2006. 

O próprio Cruzeiro, bicampeão com o melhor ataque, não teve média de gols muito diferente da dos últimos anos. Marcou 2,02 gols por jogo em 2013 e 1,76 em 2014. Em 2012, o Atlético-MG, vice-campeão, marcou 1,68 por jogo. Desde 2003, apenas em quatro edições o time de melhor ataque teve média superior a dois gols. O Corinthians, líder do Brasileirão, tem média de 1,42 gols por jogo. 

Neste sábado, no início do segundo turno, os times brasileiros têm a missão de fazer mais gols e evitar que essa média continue caindo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.