Tamanho do texto

Cristóvão Borges foi a última vítima. Oswaldo, seu substituto, já havia sido demitido pelo Palmeiras. Veja a dança das cadeiras

Os times da Série A do Brasileirão já demitiram 22 técnicos em 2015. A última vítima da "dança das cadeiras" do futebol brasileiro foi Cristóvão Borges, demitido pelo Flamengo após a derrota por 1 a 0 para o Vasco nas oitavas de final da Copa do Brasil. Ele iniciou a temporada no Fluminense, mas foi demitido em março. 

Para seu lugar, o Flamengo contratou Oswaldo de Oliveira, que iniciou o ano no Palmeiras e foi demitido em 9 de junho. O clube carioca tinha Vanderlei Luxemburgo no início do ano, sacado em 25 de maio e substituído por Cristóvão. 

Veja todos os técnicos demitidos por times do Brasileirão desde o início de 2015


Apenas quatro dos 20 times do Brasileirão mantém os mesmos técnicos que iniciaram a temporada: Atlético-MG (Levir Culpi), Chapecoense (Vinícius Eutrópio), Corinthians (Tite) e Sport (Eduardo Baptista).  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.