Tamanho do texto

Jogador do PSG, da França, afirmou que seu pai queria que ele fosse advogado, mas essa não era a própria vontade

Zlatan Ibrahimovic, do Paris Saint Germain, da França, um dos principais atacantes em atividade do futebol mundial, além de ser um craque em campo, costuma fazer belas e curiosas declarações fora dele.

Ibrahimovic, atacante do PSG
Michel Euler/AP
Ibrahimovic, atacante do PSG

Em entrevista ao site "Bleacher Report", Ibra declarou que, se não fosse jogador de futebol, seria um lutador do Ultimate Fighting Championship (UFC), contrariando a vontade do pai.

Leia mais:  Com Rooney apagado, Manchester United vence a segunda no Inglês

"Quando era pequeno meu pai queria que fosse advogado, mas não me via muito bem nessa profissão. Me considero um grande lutador do UFC. Perdão, um grande fã do UFC. Então hoje estaria no UFC. Me vejo indo muito bem nas artes marciais", afirmou.

O sueco faixa-preta de taekwondo, inclusive, já utilizou da arte marcial para marcar um belo gol em amistoso diante da Inglaterra, em 2012.  Assista abaixo:




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.