Tamanho do texto

Técnico disse que nunca teve contato com dirigentes da CBF

Pep Guardiola durante entrevista coletiva na última segunda-feira
Peter Kneffel/dpa via AP
Pep Guardiola durante entrevista coletiva na última segunda-feira

Preferido de alguns como bom nome para assumir o comando da seleção brasileira, Pep Guardiola descartou em um primeiro  momento sua vinda para o Brasil. O técnico do Bayern de Munique afirmou que o país tem bons nomes para o cargo.

"O Brasil tem que ser treinado por um brasileiro, Um brasileiro que conheça seu futebol. É o melhor. Sempre teve e sempre terá muitos bons treinadores", disse.

Contrariando as afirmações de Daniel Alves ao programa 'Bola da Vez', da 'ESPN Brasil', quando o lateral-direito disse que o técnico havia se colocado à disposição da CBF para assumir a seleção no final de 2012, Guardiola afirmou que nunca houve contato com dirigentes da CBF. 

"Na realidade, nunca conversei com nenhum dirigente da Seleção Brasileira nem com nenhum interlocutor da Seleção Brasileira. O Brasil tem grandes treinadores e teve excelentes treinadores durante a sua história", afirmou Guardiola, que ainda falou sobre sua amizade com Daniel.

"Dani Alves é um amigo e gosta muito de mim. E eu gosto muito dele. Com Dani Alves trabalhei por quatro anos e por quatro anos conversamos sobre milhões de coisas", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.