Tamanho do texto

Premier League começa neste sábado com muitos rostos novos e caros nas principais equipes da Inglaterra

EFE

A quatro semanas para o fechamento da janela de transferências no Reino Unido, os clubes que disputam o Campeonato Inglês ultrapassaram a marca de 500 milhões de libras (R$ 2,714 bilhões) em contratações na sexta-feira passada, conforme informou nesta terça-feira a empresa de consultoria Deloitte.

O meia inglês Raheem Sterling (à esquerda) foi contratado pelo Manchester City por R$ 236,2 milhões
THOMAS KIENZLE/AFP/Getty Images
O meia inglês Raheem Sterling (à esquerda) foi contratado pelo Manchester City por R$ 236,2 milhões

A contratação do inglês Raheem Sterling pelo Manchester City, que pagou 44 milhões de libras (R$ 236,2) ao Liverpool pelo atacante, foi até agora o maior investimento de um mercado que está a 335 milhões de libras de superar o número do anterior.

"O novo contrato das cotas de televisão pode propiciar que os clubes cheguem a um número recorde em transferências", disse o analista de finanças e professor universitário Rob Wilson, em declarações à emissora "BBC".

Leia: Com brasileiros no top 10, Europa movimenta quase R$ 3 bilhões em contratações

Bastian Schweinsteiger custou nada menos do que R$ 445,6 milhões aos cofres do United
Divulgação
Bastian Schweinsteiger custou nada menos do que R$ 445,6 milhões aos cofres do United

O Manchester United, que já desembolsou 83 milhões de libras (R$ 445,6 milhões) nos contratações de Bastian Schweinsteiger, Memphis Depay, Sergio Romero, Morgan Schneiderlin e Matteo Darmian, afirmou que realizará uma "contratação surpresa" até o dia 1º de setembro, data de fechamento da janela de transferências.

A partir da próxima temporada, o contrato de direitos televisivos da liga inglesa passará de 3,018 bilhões de libras (R$ 16,2 bilhões) para 5,136 bilhões de libras (R$ 27,5 bilhões) durante os próximos três anos.

A emissora britânica "Sky Sports" desembolsou 4,176 bilhões de libras (R$ 22,4 bilhões) por cinco dos sete pacotes para transmitir o Campeonato Inglês entre 2016 e 2018, enquanto a "BT" adquiriu os dois pacotes restantes por 960 milhões de libras (R$ 5,15 bilhões).

O campeão do Campeonato Inglês ganhará mais de 150 milhões de libras (R$ 805,4 milhões), enquanto o último colocado receberá 99 milhões de libras (R$ 531,6 milhões).

"O que levou os clubes a gastarem tanto dinheiro não foi só o dinheiro que veio da liga inglesa, mas também o fato de a "BT" também ter adquirido os direitos da Liga dos Campeões", disse Wilson, professor na Universidade de Sheffield Hallam.

Veja o vídeo do Fox Sports sobre quem deve brigar pela artilharia na Inglaterra

A "BT" comprou os direitos de transmissão da Liga dos Campeões no Reino Unido por 897 milhões de libras (R$ 4,81 bilhões).

Veja mais vídeos do Fox Sports

"O Manchester United gastou 83 milhões de libras neste verão, uma quantia razoável se observarmos que no ano passado pagou 59,7 milhões de libras (R$ 320,5 milhões) só em Ángel Di María. Se recuperarem cerca de 45 milhões de libras com o meia, podem contratar Pedro e respeitar o Fair Play Financeiro da Fifa (FPF)", comentou.

O belga Christian Benteke custou R$ 174,5 milhões aos cofres do Liverpool
Andrew Powell/Liverpool FC via Getty Images
O belga Christian Benteke custou R$ 174,5 milhões aos cofres do Liverpool

O Liverpool, que pagou 32,5 milhões de libras (R$ 174,5 milhões) pelo belga Christian Benteke, esperou para receber o dinheiro da transferência de Sterling para o Manchester City, o que, segundo Wilson, é "algo muito sensato".

"Os clubes estão sendo bem mais sensatos neste ano, principalmente pelo FFP. A responsabilidade fiscal está sendo algo mais comum e, embora as equipes sejam mais reticentes ao início, agora estão vendo os benefícios de serem mais prudentes. É algo bom para o futebol", disse Wilson.

Dí Maria saiu do Manchester United, mas clubes do país gastaram muito. Confira


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.