Tamanho do texto

Jogadores precisam passar por território israelense para o 2º jogo, mas autoridades impediram quatro de fazerem o trajeto

População palestina é fanática por futebol, mas não poderá ver decisão da Copa do país
Getty Images
População palestina é fanática por futebol, mas não poderá ver decisão da Copa do país

Após disputarem o primeiro jogo na Faixa de Gaza desde 2000, as equipes do Al-Ahly (Cisjordânia) e do Shejaia (Gaza) não poderão decidir o título da Copa da Palestina no próximo domingo.

Segundo a Federação Palestina de Futebol, a suspensão do jogo foi causada por um problema com o governo de Israel. Para disputar a final, os jogadores do Shejaia precisam passar pelo território israelense para chegar a Hebron, na Cisjordânia. Só que as autoridades impediram quatro jogadores de fazerem o trajeto.

Ao jornal "Haaretz", o governo disse que os atletas deveriam ter dado explicações às autoridades ontem (06), após o jogo, mas que não compareceram para o depoimento. Por isso, não receberiam o visto para passar pelo país. Houve ainda a acusação contra a Federação de "fazer uso cínico do esporte".

O confronto desta quinta foi o primeiro na Faixa de Gaza desde 2000 e foi assistido por mais de sete mil pessoas. O empate em 0 a 0 não desanimou o povo local, por considerar que a realização da partida já é uma grande vitória para os palestinos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.