Tamanho do texto

Valencia e Atlético de Madrid foram os que mais mexeram em seus cofres; Real Madrid e Barcelona vêm na sequência

Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid e Valencia gastaram juntos 318,9 milhões de euros (R$ 1,2 bilhão) na atual janela de transferências, o que representa 81% de tudo o que foi investido em contratações por clubes da primeira divisão do país, que somou 389,7 milhões de euros (R$ 1,47 bilhão).

Barcelona e Real Madrid, ao lado de Atlético de Madrid e Valencia foram os mais gastões da Espanha
Emilio Morenatti/AP
Barcelona e Real Madrid, ao lado de Atlético de Madrid e Valencia foram os mais gastões da Espanha

A opulência dos gastos, que vão alcançando o recorde estabelecido em meados de 2011, com 348,8 milhões de euros, contrasta com o fato de sete clubes, Athletic Bilbao, Deportivo La Coruña, Eibar, Espanyol, Getafe, Rayo Vallecano e Sporting Gijón não terem pago nenhum centavo por transferência de atletas.

A grande diferença da atual temporada é que Barça e Real Madrid não estão na ponta dos que mais pagaram por contratações. Em primeiro lugar está o Valencia, com 109 milhões de euros pagos para ter em definitivo Álvaro Negredo, Rodrigo Moreno, André Gomes, João Cancelo, Matthew Ryan e Santi Mina.

E mais:  Caso Fifa: audiência sobre extradição de ex-presidente da Conmebol é suspensa

Logo atrás está o Atlético de Madrid, com 98 milhões de euros gastos para as contratações de Filipe Luís, Jackson Martínez, Luciano Vietto, Stefan Savic e Ferreira Carrasco. Por outro lado, o clube 'colchonero' obteve 56 milhões de euros em vendas.

Barcelona e Real Madrid gastaram 56 milhões de euros e 55,9 milhões de euros, respectivamente.

O segundo grupo é encabeçado pelo Sevilla, com 20 milhões de euros gastos, seguido por Villarreal (19 milhões de euros), Real Sociedad (8,2 milhões de euros), Betis (7,6 milhões de euros), Celta (6,7 milhões de euros), Málaga (4 milhões de euros), Levante (2 milhões de euros), Las Palmas (1,9 milhão de euros) e Granada (1,3 milhões de euros).

Leia ainda:  Lateral direito Rafael fecha com o Lyon por quatro temporadas

Entre os clubes que não investiram um centavo sequer em novos jogadores, o Getafe foi o que mais movimentou o mercado, como nove reforços. Athletic Bilbao, Deportivo La Coruña, Eibar, Espanyol e Rayo Vallecano também buscaram contratar atletas sem precisar pagar pela rescisão contratual.

O Sporting Gijón, por sua vez, não trouxe nenhum contratado, pois está punido pela Liga de Futebol Profissional da Espanha e não pode registrar novos jogadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.