Tamanho do texto

Técnico espanhol chegou a não responder perguntas em coletiva após derrota do Bayern em Supercopa alemã

Pep Guardiola se irritou durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira
Site oficial do Bayern
Pep Guardiola se irritou durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira

O técnico Josep Guardiola se defendeu nesta segunda-feira das críticas recebidas após a derrota na decisão da Supercopa da Alemanha contra o Wolfsburg, no último sábado, e chegou até mesmo a não responder algumas das perguntas dos jornalistas em entrevista coletiva.

O treinador espanhol tem sido questionado também por outros problemas no vestiário. O jornal "Bild" afirma que os jogadores alemães não o entendem. Já ex-atletas como Lothar Matthäus e Stefan Effenberg disseram que o português José Mourinho é o melhor técnico do mundo.

Perguntado sobre a preferência dos ídolos do Bayern, Guardiola tentou se esquivar e começou respondendo que seus jogadores não treinaram cobranças de pênaltis antes da decisão da Supercopa. Mas voltou ao assunto central afirmando que ser o melhor técnico do mundo não é um de seus objetivos no clube alemão.

"Você, como jornalista, pode me criticar, é sua profissão. Matthäus e Effenberg também, porque são jornalistas agora e podem dar suas opiniões sobre mim. Não sei se sou o melhor. Mourinho é um dos melhores do mundo, para mim não é nenhum problema. Não estou no Bayern para ser o melhor do mundo, mas para dar o melhor de mim à equipe. Se ganhamos, somos bons. Se não, há teatro e dizem que os jogadores não me entendem. Tudo depende dos resultados", afirmou.

Guardiola não quis responder quando questionado pelos jornalistas sobre o interesse do Manchester City e se renovará seu contrato com o clube alemão. Porém, também defendeu Xabi Alonso das críticas sofridas após a derrota para o Wolfsburg.

"As pessoas aqui estão sempre preocupadas em quem vai defender. Não cobro Xabi para que marque, para isso temos outros jogadores. Ele tem outras qualidades. Se é obrigado a jogar muito atrás, é um sinal que não estamos bem organizados. O problema foi que ele perdeu muitas bolas", disse.

"Pensam que se jogamos com quatro atacantes, temos que marcar muitos gols. Que se jogamos com dois zagueiros centrais de 2 metros temos que ganhar todas as bolas altas. Se alguém quer um jogador que corra vários quilômetros, que esteja na defesa e no ataque, esse não é Xabi. Terão que comprar outro (atleta)", rebateu Guardiola.

Esse trabalho em todo o campo pode ser realizado pelo chileno Arturo Vidal, recém-contratado junto a Juventus, que recebeu elogios do técnico espanhol após a estreia com a camisa do Bayern.

"O nível que ele apresentou nos 20 minutos que esteve em campo foi muito alto. Um jogador dessa personalidade não precisa se adaptar. Estou confiante que ele irá jogar a Audi Cup", afirmou.

Guardiola também elogiou o nível do torneio amistoso, no qual o Bayern enfrentará Real Madrid, Milan e Tottenham.

"É um torneio com rivais importantes e que estão entre as melhores equipes da Europa. São amistosos, mas contra times muito grandes. Ganhar seria importante para nós, após perdemos a oportunidade de conquistar nosso primeiro título. São bons rivais para o nosso desenvolvimento como equipe", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.