Tamanho do texto

61 mil pessoas foram ao Maracanã para Flamengo x Santos, mas público pagante ainda foi inferior a São Paulo x Coritiba e Atlético-MG x Joinville. Veja os resultados e informações de público e renda da 16ª rodada do Brasileirão

Marcos Júnior é abraçado por Ronaldinho Gaúcho após marcar o gol da vitória sobre o Grêmio
Bruno Haddad/Fluminense F.C.
Marcos Júnior é abraçado por Ronaldinho Gaúcho após marcar o gol da vitória sobre o Grêmio

Quando Ronaldinho Gaúcho oficializou sua despedida do Atlético-MG em julho do ano passado, o craque não quis saber de despedidas e disse que se tratava de um "até breve". 

Gaúcho cumpriu sua promessa. Pouco mais de um ano após deixar o clube mineiro, ele retornou ao futebol brasileiro na noite de ontem, mas não com a camisa do Atlético-MG, e sim com a do Fluminense.

Gaúcho atuou nos 90 minutos da partida contra o Grêmio e iniciou a jogada que culminou no gol que deu a vitória ao seu novo clube.

Veja a classificação, artilheiros e as partidas da próxima rodada do Brasileirão

Apesar do bonito lançamento para Wellington Paulista escorar de cabeça e deixar Marcos Júnior livre marcar o gol, Gaúcho teve uma atuação discreta, errou muitos passes e ainda levou um amarelo, sendo alvo de críticas dos torcedores  nas redes sociais.

Com a vitória, o Fluminense retorna ao G4 após terminar a 15ª rodada do Brasileiro de fora dele.

61 mil pessoas no Maracanã

Flamengo x Santos era promessa de casa cheia e o público não decepcionou. 61.421 pessoas estiveram presentes ao Maracanã, superando os 59.612 torcedores que foram ao Morumbi no dia 12 de julho para São Paulo 3 x 1 Coritiba. No entanto, destes quase 61,5 mil, "apenas" 59,6 mil foram pagantes, número inferior aos 58.482 do mesmo São Paulo x Coritiba e aos 55.987 pagantes de Atlético-MG 1 x 0 Joinville, em 28 de junho.

Melhor no primeiro tempo, o Flamengo abriu o placar aos 39 minutos, com Alan Patrick, e dois minutos depois, com Emerson Sheik. Quem esperava um passeio no Rio se enganou. O Santos diminuiu logos aos seis minutos da segunda etapa e, com um golaço de Lucas Lima, deixou tudo igual aos 27.

Veja a pintura de Lucas Lima no Maracanã:

Com 2 x 2 no placar e cinco minutos de acréscimos, o Flamengo foi para cima e quase conseguiu o gol da vitória em duas oportunidades. Aos 48, Gabriel deixou Everton na cara do gol, mas parou no goleiro Vanderlei, e ao 50, após pressão na área do Santos, a bola sobrou para Sheik chutar e levantar os torcedores no Maracanã.

Público e renda da 16ª rodada do Brasileirão:

Corinthians 3 x 0 Vasco: 30.340 pagantes (R$ 1,60 milhão)
Atlético-MG 3 x 1 São Paulo: 45.392 pagantes (R$ 1,79 milhão)
Fluminense 1 x 0 Grêmio: 27.842 pagantes (R$ 1,25 milhão)
Palmeiras 0 x 1 Atlético-PR: 38.794 pagantes ( R$ 3,32 milhões ) - melhor renda
Coritiba 1 x 1 Goiás: 24.595 pagantes (R$ 503,70 mil)
Flamengo 2 x 2 Santos: 51.749 pagantes (R$ 2,45 milhões) - melhor público
Internacional 0 x 0 Chapecoense: 17.549 pagantes (R$ 433,57 mil)
Figueirense 3 x 1 Ponte Preta: 7.245 pagantes ( R$ 105,53 mil ) - pior público e renda
Joinville 2 x 0 Avaí: 11.245 pagantes (R$ 156,98 mil)
Sport 0 x 0 Cruzeiro:  28.018 pagantes (R$ 751,13 mil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.