Tamanho do texto

"A entidade aguardará, de forma responsável, sua conclusão, sem qualquer julgamento que previamente condene ou inocente", diz o comunicado divulgado no site oficial

Diante da prisão do seu ex-presidente José Maria Marin, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) resolveu se pronunciar através de um comunicado em seu site oficial. No texto, a entidade máxima do futebol diz que apoia as investigações e garante que a nova gestão de Marco Polo del Nero é "verdadeira e transparente".

Autoridades suiças, juntamente com o FBI, iniciaram na madrugada desta quarta-feira (horário de Brasília) uma operação para prender funcionários do alto escalão da Fifa e extraditá-los ao Estados Unidos  - o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, está entre os detidos. Até 14 pessoas devem ser acusadas de corrupção e recebimento de propina nesta quarta-feira em uma corte federal em Nova York.  

Leia a nota oficial:

"Diante dos graves acontecimentos ocorridos nesta manhã em Zurique, envolvendo dirigentes e empresários ligados ao futebol, a CBF vem a público declarar que apoia integralmente toda e qualquer investigação.

A entidade aguardará, de forma responsável, sua conclusão, sem qualquer julgamento que previamente condene ou inocente.

A nova gestão da CBF iniciada no dia 16 de abril de 2015 reafirma seu compromisso com a verdade e a transparência."