Tamanho do texto

Meia de 40 anos diz que dará os jogadores mais jovens com conselhos e garante que manterá a liderança nos bastidores

Nos últimos dois trabalhos de Oswaldo de Oliveira - Santos  e Botafogo  - não é difícil perceber que por onde o treinador passa ele escolhe um jogador experiente para ser o "homem de confiança". Na Vila Belmiro, o nome escolhido foi o do meio campista Cícero, enquanto no Rio de Janeiro a responsabilidade coube a Clarence Seedorf. No Palmeiras , o candidato para o posto está pronto: Zé Roberto. 

Leia também:  Pressão no Verdão não intimida Zé Roberto: "Já honrei camisa do Pelé"

Zé Robert treina com a camisa do Palmeiras
Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação
Zé Robert treina com a camisa do Palmeiras

Aos 40 anos e com uma condição física invejável, Zé Roberto ainda não conversou com Osvaldo de Oliveira, mas está pra lá de acostumado de exercer a responsabilidade dentro do novo elenco. No Grêmio, o veterano já exercia o status de líder nos vestiários e aconselhados dos atletas da base.

Apesar de evitar comparações com Seedorf, Zé Roberto reconhece: "Eu não gosto de fazer comparações, porque cada jogador tem suas características, tem sua mentalidade e uma forma de jogar. Mas o meu histórico é muito parecido com o Seedorf, que é um jogador que eu admiro e já joguei contra ele. O papel que ele fez no Botafogo é um papel que eu já tinha feito no Santos em 2006 e 2007 e que passei a fazer no Grêmio. E aqui não vai ser diferente", disse ele em entrevista exclusiva ao iG Esporte .

"O Palmeiras é um clube que tem muitos jogadores jovens que com certeza com a minha experiência eu vou poder agregar na carreira deles ajudando de alguma forma. É claro que dentro de campo, vou procurar fazer o meu melhor e jogar em alto nível como nos clubes anteriores", completou.

Zé Roberto prova boa forma física e barriga tanquinho na apresentação
Leandro Martins/Futura Press
Zé Roberto prova boa forma física e barriga tanquinho na apresentação

E se depender dele, fôlego não vai falta. Na última temporada, Zé Roberto fez 44 jogos e jogou 31 das 38 rodadas do Brasileirão. É um dos que mais acertou passes na competição: 954 no total, segundo os números do Footstats .

Pai de Endrick, Miriã e Isabelli, o meio-campista carrega o instinto de liderança. "Eu a carrego comigo desde quando atuei em outros clubes fora do Brasil ou aqui mesmo. A tendência é ter sempre esse papel no Palmeiras também", planejou.

Autor do livro "Colhendo frutos em terra seca", Zé Roberto espera acrescentar mais um capítulo de superação e sucesso na biografia. Disposição ele tem de sobra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.