Tamanho do texto

Principais atletas afetados pelo problema financeiro da Unimed são atacantes Fred e Walter e meias Conca, Jean e Wagner

A crise financeira que a Unimed-Rio atravessa continua repercutindo no Fluminense, mesmo após o fim da parceria de 15 anos. Responsável pelo pagamento de parte dos vencimentos do elenco da equipe, a cooperativa médica não depositou os valores referentes a novembro, devidos até 5 de dezembro.

Os jogadores foram avisados ainda que não devem ser esperados depósitos no início de janeiro. Na nota, a cooperativa afirma que está dando preferência a compromissos relativos ao seu negócio, mas que todos os casos serão solucionados conforme o caixa permitir.

Os principais atletas afetados pelo atraso são os atacantes Fred e Walter e os meias Conca, Jean e Wagner. Todos já foram sondados por outros times para a próxima temporada, ao passo que outros já inclusive se desligaram do Fluminense.

Confira comunicado da Unimed:

1) Todos os procuradores dos jogadores estão sendo acionados para solução caso a caso, levando-se em conta inclusive as eventuais mudanças de clube;

2) O pagamento referente aos contratos de imagem será feito de acordo com as prioridades e o caixa da cooperativa, que passa por reestruturação e redução de custos, visando preferencialmente o fortalecimento do vínculo com sua rede de hospitais e clínicas, médicos cooperados e mais de 1 milhão de clientes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.