Tamanho do texto

O Fluminense passou longe dos títulos em 2014. Para o próximo ano, terá de se virar sem o apoio da Unimed e tentará não perder suas grandes estrelas, em uma gestão conservadora

O goleiro Diego Cavalieri teve seu contrato renovado com o Fluminense
Divulgação/Fluminense
O goleiro Diego Cavalieri teve seu contrato renovado com o Fluminense

Matematicamente rebaixado no fim do Brasileirão de 2013, o Fluminense se livrou da Série B neste ano após a escalação irregular de Héverton, da Portuguesa, o que tirou quatro pontos e rebaixou o clube paulista. Mantidos por sorte na Série A, os cariocas decepcionaram no estadual e na Copa do Brasil. No Brasileirão, o Flu terminou em sexto e ficou fora da Libertadores de 2015.

Leia mais: Walter indica saída do Fluminense e sonha com transferência para Grêmio ou Inter

Com a volta do argentino Dario Conca e a permanência de nomes como Diego Cavalieri e Fred, o Fluminense esperava títulos em 2014, mas passou longe.

No carioca, eliminação para o Vasco na semifinal da Taça Rio. Porém, foi na Copa do Brasil que veio o grande vexame do ano. Após vitória por 3 a 0 em Natal e a classificação para as oitavas encaminhada, o time de Cristóvão Borges foi goleado por 5 a 2 pelo América-RN em pleno Maracanã. Quando o placar parecia definido, a equipe potiguar fez três gols nos últimos quinze minutos e calou o estádio da final da Copa do Mundo de 2014.

A Libertadores chegou a ficar próxima na campanha do Brasileirão. O Fluminense terminou o primeiro turno na quinta posição, mas tropeços nas rodadas finais tiraram os cariocas da competição continental. No fim, 61 pontos ganhos e sexta colocação.

Se a temporada de 2014 não foi das melhores dentro dos gramados, fora dele o Fluminense teve uma notícia horrível: a Unimed, patrocinadora do clube há 15 anos, rescindiu contrato com o clube. A cooperativa seguirá pagando os salários de jogadores que tem contrato vigente com o Fluminense, como Fred e Conca.

Antes mesmo do fim do ano, o Fluminense já sente a falta do parceiro que tanto ajudou o clube nos últimos anos. Os laterais Carlinhos e Bruno foram negociados com o São Paulo. Os volantes Diguinho e Valencia também já deixaram o clube. Os atacantes Rafael Sóbis e Walter e o meia Chiquinho estão próximos de deixar o time. Estrelas do time, Fred e Conca também são especulados em outras equipes, mas ainda são somente boatos.

Em meio a saídas e a possibilidade de uma verdadeira debandada, o Fluminense já anunciou a renovação do goleiro Diego Cavalieri. O atacante Marlone, dispensado pelo Cruzeiro, pode ser o primeiro reforço para 2015 e a diretoria deve investir em jogadores sem tanto nome, de baixo custo. Ano em que o Fluminense certamente deixará de fazer investimentos milionários e terá de conviver com uma nova gestão financeira, mais conservadora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.