Tamanho do texto

Clubes pagarão multa de R$ 10 mil, pois, além do ocorrido em campo, um sinalizador foi aceso na torcida do Internacional

A confusão após o apito final da partida entre Figueirense  e Internacional , pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro , resultou em punições na noite desta quinta-feira. Pelo lado do Figueira, os atletas Thiago Heleno, França e Nirley foram suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD); o único colorado punido foi Wellington Paulista. Ambos os clubes pagarão multa de R$ 10 mil, pois, além do ocorrido em campo, um sinalizador foi aceso na torcida da equipe gaúcha.

O volante França sofreu a punição mais pesada: oito jogos de gancho. Além de agredir o árbitro Marielson Alves Silva após o apito final, o atleta já havia sido expulso após chutar jogador adversário no decorrer do segundo tempo. A segunda sanção mais severa foi para o zagueiro Thiago Heleno, do Figueirense, que deu um empurrão no juiz depois do fim do jogo e foi suspenso por seis partidas.

O zagueiro Nirley, do Figueira, e o atacante colorado Wellington Paulista foram suspensos por dois jogos cada. Os dois atletas se desentenderam no fim do segundo tempo, trocaram agressões e foram expulsos.

Glebson Lira, auxiliar técnico do Figueirense, também recebeu punição. Segundo o árbitro Marielson Alves relatou na súmula, o profissional teria invadido o gramado após o fim da partida e proferido ofensas e protestos ostensivos contra ele. Lira foi enquadrado em dois artigos, o 258-B (invasão de campo) e o 258 (desrespeito ou reclamação acintosa contra as decisões da arbitragem) e está suspenso por dois jogos.

A confusão

Os ânimos da partida já estavam exaltados, com duas expulsões na segunda etapa. Persistia o empate por 1 a 1, e o árbitro anunciou quatro minutos de acréscimo, mas, aos 46, Nirley e Wellington Paulista se agrediram e receberam cartão vermelho, fazendo com que o jogo se estendesse. Aos 50 minutos, o Inter fez 2 a 1, e o apito final veio logo em seguida. Enfurecidos, alguns atletas do Figueirense partiram para cima de Marielson Alves, que precisou correr para escapar de agressões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.