Tamanho do texto

Atacante está na reta final da recuperação de lesão no joelho que o afastou dos campos desde janeiro e o tirou da Copa

Walcott, atacante do Arsenal
Getty Images
Walcott, atacante do Arsenal

Após passar praticamente o ano inteiro fora do time do Arsenal, devido a uma lesão no joelho sofrida em janeiro, Theo Walcott pode finalmente jogar de novo. O atacante voltou a treinar com o resto do elenco nesta quinta-feira, e deve estar à disposição de Arsène Wenger para o jogo contra o Liverpool, no próximo domingo, pela 17ª rodada do Campeonato Inglês.

Walcott chegou a participar de duas partidas no início de novembro, contra o Burnley e contra o Swansea, pela 10ª e 11ª rodadas do Campeonato Inglês, respectivamente, mas acabou agravando uma lesão que tinha na virilha e voltou a ficar mais de um mês fora dos gramados.

Se a boa notícia do treino desta quinta foi o retorno de Walcott, quem preocupou foi o meia-atacante Chamberlain, que não participou das atividades do dia. A ausência dele, no entanto, pode ser apenas uma medida de precaução por parte do técnico Arsène Wenger, que tem tido muitos problemas com contusões na temporada.

Seis atletas do time principal do Arsenal estão sob os cuidados do Departamento Médico do clube. O meia Wilshere tem problema no tornozelo, enquanto Özil sofre de lesão no joelho. Ramsey e Rosicky apresentam contusões na coxa. Arteta e Koscielny, que se recuperam de machucados na panturrilha, fecham a lista de convalescentes dos Gunners .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.