Tamanho do texto

Atacante brilhou com a camisa do Arsenal e atualmente está com 37 anos de idade. Seu último time foi o NY Red Bulls

Um dos maiores craques das últimas décadas está se despedindo do futebol. Após 20 anos de carreira, Thierry Henry anunciou oficialmente sua aposentadoria nesta terça-feira. Maior artilheiro da seleção francesa, o atacante foi campeão mundial em 1998 e carrasco do Brasil na Copa do Mundo de 2006.

Thierry Henry largou os gramados
Getty Images
Thierry Henry largou os gramados

"Tem sido uma jornada incrível e eu gostaria de agradecer a todos os fãs, companheiros de equipes e indivíduos envolvidos com o Monaco, Juventus, Arsenal, Barcelona, New York e, claro, seleção francesa que fez a minha história tão especial", agradeceu o craque de 37 anos de idade, que guarda grandes lembranças. "Tenho sido afortunado o bastante para ter uma carreira maravilhosa como jogador, com muitas memórias incríveis."

Ele não chegou a jogar a inesquecível final disputada no Stade de France , mas fez três gols naquele Mundial. A imagem marcante para a torcida brasileira é a chegada na segunda trave para completar a gol e eliminar a Seleção Brasileira, em 2006. Mas este não foi o principal feito de Henry. O craque está entre os maiores ídolos do Arsenal, do qual também é o maior artilheiro com impressionantes 229 gols em 376 jogos.

Entre as glórias com o clube londrino está o título inglês de 2003-04, o único conquistado de forma invicta na história do país. Henry ainda é o maior goleador da seleção francesa com 51 gols e ergueu a Liga dos Campeões da Europa e o Mundial de Clubes pelo Barcelona, em 2009.

Revelado pelo Monaco em 1995, o atacante teve curta passagem pela Juventus antes de chegar ao Arsenal, em 1999. Fez história em Londres e acabou despedindo-se após oito temporadas para defender o Barcelona por três anos. Em 2010, sem espaço no clube catalão, passou a desfilar pelos gramados norte-americanos com a camisa do New York Red Bulls.

Dos Estados Unidos voltou à Inglaterra por empréstimo para jogar outros sete jogos pelo Arsenal, em 2012, em sua despedida do clube que o idolatra. Anunciando a aposentadoria, Henry frustra os planos do próprio Arsenal, que cogitava um contrato curto para despedir-se apropriadamente do histórico camisa 14. Ele agora deixa os campos para atuar na televisão ao ser contratado pela Sky Sports para analisar futebol nos EUA.