Tamanho do texto

Eleito no último sábado, futuro presidente santista foi recebido pelo atual mandatário na Vila Belmiro para iniciar o processo de transição e aproveitaram para criticar o antecessor

O clima tenso e de duras críticas à atual gestão acabou junto com as eleições do último sábado, no Santos . Candidato oposicionista e apoiado por Marcelo Teixeira, Modesto Roma Jr., presidente eleito para o próximo triênio , foi recebido por Odílio Rodrigues e seus atuais administradores, nesta segunda-feira, na Vila Belmiro.

Leia mais sobre o Santos no iG Esporte

"Esse é um momento que começamos uma conversa para fazer uma transição extremamente tranquila, bastante amigável, que privilegia os interesses maiores do Santos Futebol Clube. A diretoria que sai, a diretoria que entra, vão procurar os melhores caminhos e direções para um Santos mais forte e vencedor", iniciou o ainda anfitrião para uma sala de entrevistas completamente lotada.

Igualmente cordial, Modesto Roma Jr. buscou a todo momento enaltecer a boa vontade de Odílio e lembrar que, apesar das discordâncias, deveria prevalecer o fato de todos serem santistas, acima de tudo e quererem, igulamente, o bem do clube.

Candidato de Marcelo Teixeira, Modesto Roma é eleito o novo presidente do Santos

"Iniciamos hoje um processo de transição com a grandeza com um presidente que sai de cabeça erguida e com o dever cumprido. Erros e acertos sempre acontecem e sempre acontecerão. Tenho certeza que todos nós temos que ter a humildade de reconhecê-los. Estamos aqui com a missão de dirigir o Santos por três anos, com todos aqueles que nos apoiam, fazendo o nosso melhor, como tenho certeza que o Odílio fez nesses anos que aqui esteve", disse Modesto.

Antes do atendimento aos jornalistas, Odílio e Modesto conversaram por aproximadamente uma hora na sala da presidência. Durante a coletiva de imprensa, as duas equipes seguiram conversando no segundo andar no estádio Urbano Caldeira. A partir disso, Modesto ficará ciente de muitas situações do clube e poderá dar início ao seu plano de ação.Enquanto isso, porém, o novo presidente do Peixe não perdeu a oportunidade de já cutucar o ex-mandatário, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, que no início do mês se desentendeu publicamente com Odílio Rodrigues e tentou desconversar chamando seu ex-vice presidente para "tomar um porre".

Leandro Damião se aproxima do Cruzeiro e acordo pode sair em breve

"Uma hora é pouco. Eu e o Odílio precisaríamos conversar três, quatro, mil dias. E vamos manter o diálogo, porque acima de eu ter sido oposição, de eu ter discordado de coisas, somos santistas e queremos o bem do Santos. Vamos conversar e conversar muito. O Odílio quer vir assistir jogos apenas como torcedor. Podemos assistir juntos, comentar e cornetar. Não vamos tomar porre, porque eu e o Odílio não bebemos, mas vamos manter relação de cordialidade que sempre tivemos", reiterou Modesto.

Na próxima segunda-feira, 22, o presidente eleito receberá oficialmente a posse do cargo que hoje ainda é de Odílio Rodrigues.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.