Tamanho do texto

Equipe disputará seis partidas nos próximos 20 dias, e treinador planeja dar descanso a alguns atletas para evitar sobrecarga

Técnico do Chelsea , José Mourinho não planeja receber reforços na próxima janela de transferências, em janeiro. O treinador acredita que, mesmo disputando quatro competições diferentes, o elenco é forte e conseguirá administrar a grande quantidade de jogos.

"Não poderíamos estar melhor do que em primeiro lugar no Campeonato Inglês , líderes do grupo da Liga dos Campeões  e nas quartas-de-final da Copa da Liga", disse o técnico para a BBC britânica.

Nos próximos 20 dias, o Chelsea jogará seis partidas. Sem novos reforços, Mourinho pretende manter o elenco inteiro e sem desgastar fisicamente seus atletas, apesar da carga extra de trabalho.

Tratado como inútil, Fernando Torres pode ser devolvido pelo Milan ao Chelsea

"Imagino que ninguém vá jogar todas as seis partidas", disse. "Os que normalmente jogam todas as partidas atuarão em apenas cinco delas. Darei a eles ao menos um jogo para descansar".

Pensando em manter os jogadores descansados, Mourinho pretende dar uma folga de Natal. "Isso permite que jogadores da Inglaterra, Bélgica, França e Alemanha retornem para casa para jantar com suas famílias. E são os dois únicos dias que posso dar a eles, pois precisarei deles de volta na sexta-feira para jogar já na segunda (contra o Stoke, pelo Campeonato Inglês)", finalizou.

Petr Cech não sai

O treinador do Chelsea ainda descartou perder o goleiro Petr Cech, que desperta o interesse de alguns clubes. "O agente dele disse que não há nenhuma chance de ele deixar o Chelsea em janeiro. Isso somado ao fato de que não tenho informação de nenhuma oferta por ele, me faz acreditar cem por cento que ele fica."

Embora não seja mais titular absoluto, o tcheco conta com a confiança do treinador. "Já escalamos Petr em três partidas da Liga dos Campeões, ele não precisa provar algo. É uma situação simples para ele. Vá e jogue", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.