Tamanho do texto

O vice-presidente de futebol José Luis Moreira e o gerente Paulo Angioni pretendem formular plantel com grupo jovem

Presidente do Vasco , Eurico Miranda já havia avisado que o ano de 2015 seria de poucos investimentos na formação do elenco e que precisaria ter criatividade para montar um time competitivo. Aos poucos, o vice-presidente de futebol José Luis Moreira e o gerente Paulo Angioni pretendem formular o plantel com um grupo jovem, sem arcar com salários de medalhões.

Nesta nova filosofia, portanto, o Vasco não faz questão de segurar o meia Douglas. O camisa 10 está se transferindo para o Grêmio e não deve receber sequer uma proposta dos vascaínos. O mesmo vale para o atacante Kleber, que antecipou o término do seu contrato para retornar ao Rio Grande do Sul, onde também vai juntar-se ao Grêmio, dono de seus direitos federativos.

Vasco monitora situação de Kleber, mas já pensa em plano B para o ataque

Até mesmo alguns jogadores com contrato mais longo em vigor serão liberados. O zagueiro Rodrigo tem vínculo até 2015, mas uma clausula prevê uma saída agora em dezembro em caso de insatisfação de uma das partes. O jogador foi avisado que para ficar precisaria de uma redução salarial, o que não lhe agradou. Assim, o próprio defensor vai exercer o direito de saída.

Dos jogadores mais experientes, os únicos que devem permanecer em São Januário são o goleiro Martin Silva, que é ídolo da torcida e valorizado por defender a seleção do Uruguai, e o volante argentino Pablo Guiñazú. A ideia é que os dois possam servir de referência para um elenco composto por atletas mais jovens.

Também existe a possibilidade de o atacante Edmilson ser um dos medalhões a ficar, pois acena com a possibilidade de enquadrar-se à nova realidade do clube. "Estou ciente que isso vai depender da questão salarial, mas sou torcedor do Vasco e gostaria muito de permanecer na equipe", declara.

Meia Douglas pode trocar o Vasco pelo Grêmio em 2015

Até mesmo a esfcolha do treinador vai passar por aspectos financeiros, pois Joel Santana deverá ser dispensado justamente por conta da nova realidade salarial da Colina. O nome de Eduardo Baptista, atualmente no Sport, segue como o mais cotado.

Independentemente do futuro treinador, este terá que conviver com um elenco em que a principal aposta estará nas categorias de base. Além disso, alguns atletas emprestados a outros clubes deverão ser aproveitados minimizando a necessidade de contratações para alguns setores. Se enquadram nesta realidade o meia Bernardo, que estava no Palmeiras, e o atacante Willian Barbio, que defendeu o rebaixado Bahia no Brasileirão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.