Tamanho do texto

"No próximo ano vou precisar de vários jovens", justificou o técnico Felipão, que pratende fazer experiências no jogo de despedida da equipe gaúcha do Campeonato Brasileiro

Fora da disputa por uma vaga na Libertadores, o Grêmio deve tratar o jogo do próximo domingo contra o Flamengo  como uma espécie de teste para 2015. Em sua coletiva após a derrota para o Bahia , o técnico Luiz Felipe Scolari explicou que deve utilizar vários jogadores jovens, formados na base do clube, já pensando no ano que vem. Diante dos baianos, Éverton e Erik entraram no segundo tempo.

"Quando precisamos, colocamos dois meninos que entraram e jogaram bem. No próximo ano vou precisar de vários jovens. Quem sabe não uso uns quatro ou cinco garotos que não tiveram tantas oportunidades no próximo domingo?", projetou Felipão.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Reestruturar o futebol do Grêmio a partir da base é algo que Scolari conhece bem. Em 1994, o clube passou por processo semelhante. Desfez-se do time caro do ano anterior, liberando nomes como Branco, Charles, Luiz Carlos Winck, Caio e Carlos Alberto Dias para investir em garotos como Émerson, Roger, Danrlei e Carlos Miguel. Naquele ano, o clube conquistou a Copa do Brasil, abrindo uma de suas eras mais vitoriosas, que se estenderia até 1997.

Sem a participação na Libertadores e com apenas o estadual no primeiro semestre, o Grêmio projeta um 2015 com gastos menores, e a prata da casa é mais uma vez a saída encontrada para reduzir despesas sem que o time perca a competitividade. Com a impossibilidade de disputar o título continental, o clube dará prioridade total à reconquista do Campeonato Gaúcho - a última vez que a taça ficou com o Grêmio foi em 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.