Tamanho do texto

Lateral do Barcelona diz torcer por recuperação do ídolo, mas admite que o Rei não foi uma referência quando começou a jogar e cita Cafu como ídolo

Daniel Alves: inspirado em Cafu, não em Pelé
Paula Pacheco/iG
Daniel Alves: inspirado em Cafu, não em Pelé

Daniel Alves, lateral direito do Barcelona , está acompanhando o noticiário sobre o estado de saúde do Pelé pela internet. "Existe uma preocupação, é claro. Afinal, é um dos grandes ídolos da minha profissão. Espero que ele consiga se recuperar prontamente. Imagino a preocupação dos familiares dele", disse ao iG no hotel W, em Barcelona.

Leia mais:  Neymar supera Paulo Coelho, Ivete e Bündchen e é maior celebridade do Brasil

O lateral direito, apesar da torcida pela recuperação de Pelé, conta que não foi influenciado pelo atleta, que jogou até os anos 1970 e é considerado o melhor do século 20, segundo muitos.

A referência na carreira, diz Daniel, foi Cafu. "Eu o vi jogar, é são-paulino e tem uma história muito bacana, tanto pela persistência quanto pela trajetória de vida. Fora do futebol também é um grande exemplo, não só para mim como para outros tantos jogadores.

A decisão de Rogério Ceni

Nesta sexta-feira, o goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, anunciou que vai adiar a aposentadoria e ficará no clube até agosto de 2015 . Alves apoia a decisão do colega de profissão.

"Rogério é um grande ídolo do São Paulo. Ele é que tem de colocar uma data para finalizar sua carreira. Ele conquistou esse direito, essa credibilidade. Enquanto ele seguir jogando eu vou seguir admirando-o como jogador e como pessoa. E quando ele deixar de jogar eu vou continuar a admirá-lo por outros aspectos. Ele é um jogador muito inteligente".

Alves, no entanto, não quis responder sobre o futuro de Ceni no São Paulo. Fala-se que o goleiro poderia presidir o clube paulista.

*a jornalista viajou a Barcelona a convite do Lide/Meeting Internacional

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.