Tamanho do texto

Antes da queda na Sul-Americana, time do Morumbi já havia dado adeus ao Paulista e à Copa do Brasil dentro do seu estádio

Muricy Ramalho, técnico do São Paulo
Gazeta Press
Muricy Ramalho, técnico do São Paulo

A eliminação para o Atlético Nacional no início da madrugada desta quinta-feira foi a 14ª do São Paulo em mata-mata sob comando de Muricy Ramalho, a terceira apenas neste ano. Antes de cair na semifinal da Copa Sul-Americana, o time já somava as quedas no Campeonato Paulista, diante da Penapolense, e na Copa do Brasil, contra o Bragantino. Curiosamente, todas elas aconteceram no Morumbi.

Assista ao lance: Kardec escorrega e perde pênalti incrível no Morumbi

Tricampeão brasileiro entre 2006 e 2008 pelo clube, o treinador tem retrospecto muito negativo em competições que não são por pontos corridos. Em sua passagem atual, além das eliminações deste ano, ele também estava à frente do time no tropeço para a Ponte Preta, na semifinal da Sul-Americana de 2013.

Na passagem anterior, entre 2006 e 2009, Muricy havia caído outras dez vezes. Foram quatro na Libertadores (Cruzeiro em 2009, Fluminense em 2008, Grêmio em 2007 e Internacional em 2006), três no Paulista (Corinthians em 2009, Palmeiras em 2008 e São Caetano em 2007), duas na Sul-Americana (Atlético-PR em 2008 e Millonarios em 2007) e uma na Recopa (Boca Juniors em 2006).

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.