Tamanho do texto

Tricolor tem 57 pontos e precisa do resultado positivo para seguir sonhando, enquanto o adversário ocupa a zona de rebaixamento com apenas 36 pontos

Embalado pela vitória de 1 a 0 sobre o Botafogo , em clássico disputado no fim de semana, o Fluminense recebe a Chapecoense nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã, em confronto válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Com 57 pontos, o Tricolor precisa muito do resultado positivo para seguir sonhando com a vaga na próxima Copa Libertadores. Já a equipe catarinense vive uma crise. O técnico Jorginho foi demitido após a derrota de 1 a 0 para o Vitória, em casa, que levou o time para a zona de rebaixamento, com 36 pontos. O interino Celso Rodrigues vai dirigir a Chapecoense nesta reta final, pressionado pela necessidade de já estrear com vitória.

O mau momento vivido pela Chapecoense no Campeonato Brasileiro foi minimizado pelos jogadores do Fluminense. Isso porque o técnico Cristóvão Borges lembrou a eles que a partida desta quinta-feira se torna perigosa pela necessidade de vitória do Tricolor, que carrega consigo o grande favoritismo.

"A Chapecoense vai ser um adversário muito perigoso, pois precisa da vitória tanto quanto a nossa equipe. O time deles é perigoso e vai procurar explorar as nossas deficiências. Vamos precisar estar atentos", disse o arqueiro Diego Cavalieri.

Cientes das dificuldades que cercam o confronto, os tricolores esperam contar com o apoio da torcida. O meia Darío Conca, um dos líderes do elenco e ídolo dos torcedores, tratou de fazer a convocação.

"O Fluminense é um time que tem um objetivo muito bem definido, que é a conquista de uma vaga na próxima Copa Libertadores. Os torcedores também desejam isso, pois sabem que a Libertadores é um título que faz falta no clube. Portanto, o momento é de estarmos juntos e lutando em conjunto pelo que queremos. O jogo contra a Chapecoense vai ser muito perigoso, pois o adversário planeja a vitória para escapar da zona de rebaixamento. Sendo assim, o apoio da torcida é fundamental", afirmou Conca.

Para este compromisso, Cristóvão tem apenas um problema para repetir a escalação do clássico. Ele não poderá contar com o meia Wágner, que vai ter que cumprir suspensão por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Botafogo. Recuperado de dores na coxa direita, Cícero será o substituto.

Pelo lado de Chapecoense, Celso Rodrigues se mostra otimista com a conquista de um bom resultado.

"Conheço bem o grupo de jogadores da Chapecoense e sei que todos os jogadores estão determinados a tirar o time desta situação. Portanto, não tenho motivos para não confiar que podemos fazer uma grande partida contra o Fluminense, jogar de igual para igual e conquistar o resultado positivo. A doação em campo será total", prometeu Celso.

Em termos de escalação, o volante Ricardo Conceição, com dores na panturrilha direita, foi vetado para o jogo e Abuda deve ocupar a sua vaga. Recuperado de lesão na coxa direita, Rodrigo Biro reassume a vaga de Jussandro na lateral esquerda.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as duas equipes se enfrentaram na Arena Condá, e a Chapecoense levou a melhor, ganhando por 1 a 0. Naquela ocasião, Camilo marcou o único gol do confronto. FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE-RJ X CHAPECOENSE-SC

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 20 de novembro de 2014 (quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jean, Guilherme Mattis, Marlon e Chiquinho; Valencia, Edson, Cícero e Darío Conca; Rafael Sobis e Fred
Técnico: Cristóvão Borges

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Rafael Lima, Douglas Grolli e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Diones, Abuda e Camilo; Tiago Luís e Leandro
Técnico: Celso Rodrigues

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.