Tamanho do texto

País, que liderava o ranking desde 2009, tem agora 112 atletas nas principais ligas da Europa, um a menos que a líder França

Oscar: talento brasileiro na elite europeia
Getty Images/Mike Hewitt
Oscar: talento brasileiro na elite europeia

Até 2013, o Brasil liderava com folga o ranking de países que mais cediam jogadores de futebol às cinco principais ligas da Europa (Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França). Isso mudou em 2014, e agora a França é a maior exportadora de talentos. Já a Argentina igualou-se ao Brasil na segunda posição, de acordo com o CIES (Centro Internacional de Estudos do Esporte, da sigla em francês).

Leia mais: Jornal aponta ingresso no Brasil como segundo mais caro do mundo

Em 2013, o Brasil tinha 117 jogadores na elite europeia, contra 107 da França e 101 da Argentina. O jogo virou em 2014: agora, são 113 franceses, 112 brasileiros e 112 argentinos. A queda de talentos exportados pelo Brasil tem sido constante. Entre 2009, ano do primeiro registro, e 2014, são 22 brasileiros a menos, a maior redução entre todos os países exportadores.

Veja também: Lionel Messi indica que pode deixar o Barça no futuro: "Vamos ver"

Quem faz caminho inverso é a Espanha, que não para de subir no ranking. Eram 40 os talentos espanhóis exportados para os países vizinhos em 2012, e 51 em 2013. Em 2014, o número saltou para 58. No total, houve um aumento de 41 atletas entre 2009 e 2014.

Entre os importadores, a liderança é da Inglaterra, que tem na primeira divisão 59,3% de talentos estrangeiros. A Itália vem em segundo, com 49,9%, seguida por Alemanha (44,3%), Espanha (36,5%) e França (29,3%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.