Tamanho do texto

Paulo Henrique Ganso, Valdivia e Marcelo Moreno são só alguns exemplos de atletas que no início do ano dificilmente seriam alvo de investimentos pesados de clubes

Ganso diz estar pronto para ter nova chance na seleção brasileira
Getty Images
Ganso diz estar pronto para ter nova chance na seleção brasileira

No início do ano, dificilmente algum clube se arriscaria a abrir seus cofres por eles. No Campeonato Brasileiro 2014 , porém, veio a redenção. Paulo Henrique Ganso, Valdivia e Marcelo Moreno são só exemplos de craques que começaram a temporada em baixa e deram a volta por cima.

Ganso convive com as dúvidas desde 2012. O meia, que até então era favorito para ser o camisa 10 da seleção brasileira em 2014, lidou com sucessivas lesões e perdeu espaço. No Santos , se desentendeu com a diretoria e acabou vendido para o São Paulo . Apesar da recuperação física, o atleta sofreu com a má campanha da equipe no Brasileirão do ano passado.

Em 2014, Ganso é o líder de assistências para gol na equipe do Morumbi e quarto no ranking geral na competição. E, em sua própria opinião, pensar em vestir novamente a amarelinha está longe de ser um absurdo.

“Vocês pediam que eu me movimentasse, eu faço movimentação. Praticamente líder de assistências no Brasileirão e fazendo os gols. Aí vocês cobravam que eu não fazia gols, estou fazendo gols. Cobravam que eu não marcava, estou marcando o lateral até a nossa defesa. Então, estou pronto para ser chamado para a seleção”, falou o meia são-paulino.

Valdivia vem sendo essencial para recuperação do Palmeiras no Brasileirão
Friedemann Vogel/Getty Images
Valdivia vem sendo essencial para recuperação do Palmeiras no Brasileirão

Quem também não viveu bons momentos em 2013 e está se superando neste ano é Valdivia. Apesar da relação de amor e ódio com o torcedor do Palmeiras por causa de suas contusões e polêmicas – como a transferência melada para o Al Fujairah e as férias na Disney em julho –, é inegável a importância do meia na recuperação do time, que deixou a zona de rebaixamento do Brasileirão.

“Se for para viver sempre sentido culpa, é melhor não ter vida. O alcoólatra tem o direito de se recuperar, melhorar a vida, e tenho passado a mensagem de que mudei, que não sou a mesma pessoa. O mesmo direito que tem o cara em reabilitação eu também tenho. Não posso sempre ser julgado pelo que fiz. Já paguei, fui punido e criticado”, disse Valdivia.

Presente na campanha chilena até as oitavas de final da Copa do Mundo , o meia palmeirense chegou a anunciar sua aposentadoria da seleção nacional. No entanto, voltou atrás e foi convocado pelo técnico Jorge Sampaoli para amistosos e não irá enfrentar o São Paulo neste domingo.

Marcelo Moreno saiu de um 2013 ruim no Flamengo para um 2014 artilheiro no Cruzeiro
DENIS DIAS/Gazeta Press
Marcelo Moreno saiu de um 2013 ruim no Flamengo para um 2014 artilheiro no Cruzeiro

Marcelo Moreno é mais um que mostra como um dia após o outro é a melhor coisa para jogadores de futebol. Muito mal na última temporada no Flamengo , onde marcou apenas cinco gols, acabou devolvido ao Grêmio , dono de seus direitos. Emprestado para o Cruzeiro em 2014, se transformou no artilheiro da melhor equipe do Brasil neste ano.

“Os gols estão saindo no momento certo e eu não poderia estar mais feliz com o momento que o clube está passando. Eu só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade de jogar no Cruzeiro de novo. Tenho certeza de que ainda vou dar muitas alegrias à torcida celeste”, afirmou o boliviano, frequentemente convocado para a seleção de seu país.

Robinho, assim como Moreno, mudou de clube e voltou para um velho conhecido. Neste caso, o Santos, em agosto. Com as boas atuações, deixou para trás os tempos de Milan foi chamado por Dunga para a seleção brasileira no mesmo mês. E ele deixou claro que ainda pensa em Copa do Mundo.

“O futuro a Deus pertence. Eu penso no agora. Graças a Deus fui convocado e quero apresentar meu futebol. Espero estar nas mesmas condições se o Dunga precisar de mim daqui quatro anos”, falou Robinho.

Robinho recuperou o bom futebol e a alegria em sua nova passagem pelo Santos
Friedemann Vogel/Getty Images
Robinho recuperou o bom futebol e a alegria em sua nova passagem pelo Santos

A lista das voltas por cima de 2014 conta ainda com os são-paulinos Rogério Ceni, Kaká, Alexandre Pato e até Edson Silva. O goleiro, que irá se aposentar no final da temporada, vem jogando em alto nível mesmo com 41 anos – no último domingo, fez duas defesas impressionantes diante do Vitória. O meia, que saiu por baixo do Milan, conseguiu voltar à seleção brasileira depois de boas atuações. O atacante, emprestado pelo Corinthians, se redimiu da má fase na equipe alvinegra e caiu nas graças da torcida. E o zagueiro é atualmente titular absoluto após passar momentos em que não era nem relacionado para o banco de reservas com Muricy Ramalho.

No Corinthians , Renato Augusto conquistou a titularidade absoluta depois de um 2013 cheio de contusões. Mais que o espaço entre os 11 iniciais, o meia se tornou um coringa do técnico Mano Menezes.

Eduardo da Silva caiu rápido nas graças da torcida do Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo
Eduardo da Silva caiu rápido nas graças da torcida do Flamengo

Outro atleta que viu sua vida mudar consideravelmente neste ano é Eduardo da Silva. Brasileiro naturalizado croata, nacionalidade com a qual jogou a Copa do Mundo 2014, o atacante trocou o Shakthar Donetsk, da Ucrânia, pelo Flamengo. E o sucesso foi imediato.

“Eu não imaginava que ia ser tudo assim, tão rápido. Quando cheguei, o Flamengo estava vivendo um momento difícil, na última colocação. Eu sabia que seria muito difícil, e foi difícil para a minha adaptação. Mas o grupo me recebeu muito bem. Tem essa torcida maravilhosa, que nos momentos mais difíceis veio nos jogos. Isso é fundamental para o meu desempenho”, disse Eduardo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.