Tamanho do texto

Segundo o empresário do atleta, equipe paulista não tem mais a prioridade para contratar o jogador em definitivo

Marcelo Oliveira em ação pelo Palmeiras
Miguel Schincariol/Getty Images
Marcelo Oliveira em ação pelo Palmeiras

A gestão de Paulo Nobre no Palmeiras pode perder mais um jogador mesmo depois de ter a preferência de compra em definitivo. Nesta segunda-feira, Nick Arcuri, empresário de Marcelo Oliveira, deu sinais de que o jogador está mais longe de permanecer no Palestra Itália, e deve se transferir ao futebol japonês.

Confira classificação, jogos, notícias e artilharia do Brasileirão

"(O Palmeiras) já não tem mais a prioridade para contratar em definitivo", disse o empresário, em entrevista à Rádio Bandeirantes . "Deixei bem claro para diretoria do Palmeiras na última região que a gente teve, mais ou menos 10 dias atrás, que o prazo de prioridade tinha chegado ao fim. Eu já estaria escutando outras propostas em igualdade em relação ao Palmeiras".

De acordo com o empresário, o momento é de pensar na carreira de Marcelo Oliveira, jogador que já tem 27 anos. "Falei isso para o Marcelo, e, apesar de toda identificação com a diretoria, com o clube, com torcida, e ate do interesse dele na permanência em 2015, nós decidimos juntos que seria o momento também de priorizar a carreira e o futuro dele".

As atuações com a camisa do Palmeiras despertaram o interesse do futebol internacional, mas ainda não há definição. "Já tem algumas propostas que chegaram nas minhas mãos, já foram passadas para o Marcelo. Estamos analisando com calma antes de termos a definição para próxima temporada", revelou o empresário.

O destino mais provável, porém, deve ser o futebol japonês. "Tenho duas propostas do mercado asiático, uma inclusive que tem balançado bastante, que vem do Japão. Estamos analisando dentro do interesse e das necessidades que o Marcelo vislumbra para carreira dele, avaliando com calma pra ver se realmente o melhor caminho é a saída do Brasil ou permanência", completou Nick Arcuri.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.