Tamanho do texto

"A distância é grande, mas temos que continuar firmes, buscar a vitória", disse Enderson Moreira, já projetando o duelo do fim de semana contra o Corinthians, na Arena de Itaquera

Após a dolorida eliminação da Copa do Brasil em um confronto equilibrado e desgastante contra o Cruzeiro, o Santos terá de arrancar forças para seguir sua caminhada na busca por uma missão talvez mais complicada ainda: conquistar uma vaga na Libertadores da América através do Campeonato Brasileiro.

Técnico do Santos aponta lesão de Robinho como determinante para eliminação

Em oitavo lugar na tabela de classificação, a oito pontos do G4 faltando apenas seis rodadas para o fim da competição, Enderson Moreira tenta manter o sonho vivo, mas já demostra pouca confiança diante da dificuldade explícita.

"A distância é grande, mas temos que continuar firmes, buscar a vitória. Enquanto tiver possibilidade matemática, tem que tentar. É claro que a situação é difícil, mas isso faz parte, o importante é tirar lições desse momento e aproveitar para continuar vendo esses atletas com um ‘raios-x’ melhor", disse o treinador.

Enderson Moreira, técnico do Santos
Flickr/Santos
Enderson Moreira, técnico do Santos

Além da dificuldade, o Peixe ainda sofre com a ressaca da eliminação para o Cruzeiro da Copa do Brasil. O sentimento de ter deixado escapar por tão pouco a chance de conquistar um título ainda nesta temporada e, consequentemente, se garantir na competição continental no ano que vem pesa na cabeça dos jogadores.

"No Brasileiro é muito difícil conseguir a vaga na Libertadores. O sentimento é de tristeza. O que lutamos hoje (quarta, contra o Cruzeiro) há muito tempo não acontecia. Procuramos honrar o clube e a torcida", falou o capitão Edu Dracena, logo após o empate por 3 a 3 na Vila Belmiro.

Para tornar tudo mais árduo, o próximo adversário santista no Brasileirão é justamente seu principal rival. O Peixe terá de encarar o Corinthians, em Itaquera, local que nem Palmeiras nem São Paulo conseguiram evitar derrotas. Fora o fato de que o time de Parque São Jorge teve a semana inteira para descansar, se preparar e treinar.

"Assim como o Inter (adversário de domingo passado) teve semana aberta, o Corinthians também. É vantagem, mas vamos buscar alternativas para ter uma equipe competitiva", garantiu Enderson Moreira, tentando não lamentar e procurando soluções para fazer a equipe reagir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.