Tamanho do texto

Sibusiso Vilakazi foi alvo de assalto armado enquanto dormia. No dia 26 de outubro, o goleiro Senzo Meyiwa levou um tiro durante roubo à casa de sua namorada

Reuters

A casa do meio-campista da seleção sul-africana de futebol Sibusiso Vilakazi foi alvo de assalto armado enquanto ele dormia. Assim, ele tornou-se o segundo jogador da equipe a sofrer com a violência recentemente, após o assassinato do antigo capitão da equipe .

O incidente aconteceu dias depois de o goleiro Senzo Meyiwa ter levado um tiro durante roubo à casa de sua namorada, em 26 de outubro.

Sibusiso Vilakazi em ação pela seleção da África do Sul
Gallo Images/Getty Images
Sibusiso Vilakazi em ação pela seleção da África do Sul

Vilakazi foi companheiro de quarto de Meyiwa em concentrações recentes da seleção sul-africana. Segundo o jogador, os assaltantes perguntaram especificamente por ele, mas seus pais não revelaram que ele estava dormindo em um quarto separado do lado de fora da casa.

O meia de 24 anos, jogador do BidVest Wits e eleito o melhor jogador da África do Sul no ano, teve apenas algumas roupas roubadas, enquanto seus pais perderam joias e objetos domésticos para os ladrões.

"Eu estava dormindo em um dos quartos nos fundos. Eles perguntaram onde eu estava e pediram a chave do meu carro", disse ele, segundo a mídia local.

"Meu pai, minha mãe e meu irmão mais novo foram feitos reféns pelos criminosos. Eles levaram dinheiro, a TV, o som, alianças dos meus pais e algumas roupas minhas", afirmou.

"Tudo aconteceu enquanto eu estava dormindo e não ouvi nada. Imagina o que poderia ter acontecido se eu tivesse acordado e ido ver. Ainda estou tentando me recuperar do que aconteceu com Senzo Meyiwa."

Vilakazi foi convocado na terça-feira para defender a África do Sul nos jogos das eliminatórias da Copa Africana de Nações contra Sudão e Nigéria, em 15 e 19 de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.