Tamanho do texto

Gol de Alan Kardec aos 37 minutos do segundo tempo garantiu a vitória por 2 a 1. Diferença para o líder segue de cinco pontos

O São Paulo levou um susto no Estádio Heriberto Hülse na tarde deste domingo, mas conseguiu sair de lá com mais três pontos no Campeonato Brasileiro. A equipe comandada por Muricy Ramalho assegurou a vitória por 2 a 1 sobre o lanterna Criciúma aos 37 minutos do segundo tempo, com gol de cabeça de Alan Kardec. Edson Silva e Souza marcaram os outros gols do jogo.

Edson Silva comemora o gol do São Paulo diante do Criciúma
Cristiano Andujar/Getty Images
Edson Silva comemora o gol do São Paulo diante do Criciúma

Com o resultado, o São Paulo não permitiu que o Cruzeiro (que venceu o Botafogo também por 2 a 1) se distanciasse na liderança da tabela de classificação. A equipe mineira totaliza 64 pontos, contra 59 da paulista. Lutando contra o rebaixamento e agora sob o comando de Toninho Cecílio, o Criciúma continua com 30, na última colocação.

Antes de voltar a pensar no Campeonato Brasileiro, o São Paulo terá compromisso diante do Emelec, pela Copa Sul-americana. Enfrentará o time que derrotou por 4 a 2 no Morumbi na quarta-feira, no Equador. No próximo domingo, jogará contra o Vitória, no Barradão, e torcerá para o Criciúma tirar pontos do Cruzeiro, no Mineirão.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

O jogo - O Criciúma tentou aproveitar o ambiente favorável que a sua torcida criou no Heriberto Hülse para pressionar o São Paulo nos primeiros minutos. Conseguiu. O time de Toninho Cecílio não chegou a alcançar oportunidades claras de gol, porém ao menos manteve a bola no campo de ataque e acuou os visitantes.

Pouco depois dos dez minutos, contudo, o Criciúma sofreu uma baixa. Roger Gaúcho se lesionou e precisou ser substituído pelo veterano Paulo Baier. Àquela altura, o São Paulo já começava a se soltar um pouco mais, muito em função da disposição de Maicon e do bom momento de Michel Bastos.

Apesar da melhora à base de movimentação, as melhores chances da equipe de Muricy Ramalho no primeiro tempo foram de bola parada. Aos 28 minutos, por exemplo, Rogério Ceni obrigou o colega Bruno a fazer grande defesa em uma cobrança de falta, buscando o canto.

Michel Bastos e Giovanni disputam a bola pelo alto em Criciúma
Cristiano Andujar/Getty Images
Michel Bastos e Giovanni disputam a bola pelo alto em Criciúma

Superado o susto, o Criciúma voltou ao ataque, quase sempre puxado por Lucca, que pecava nas finalizações. A afobação dele e dos seus companheiros aumentou depois dos 36 minutos, quando o São Paulo conseguiu acertar a rede através da bola parada. Michel Bastos cobrou escanteio da direita, e Edson Silva cabeceou para o gol.

Com o resultado adverso, o Criciúma se desesperou à procura de uma resposta rápida. Rogério Ceni mostrou estar atento para conter o ímpeto dos donos da casa com defesas em chutes de longe e de perto de Lucca e com intervenções no jogo aéreo de Souza.

Na tentativa de ajudar o ataque de sua equipe no segundo tempo, Toninho Cecílio trocou Rodrigo Souza por Maurinho no intervalo, recuando Cléber Santana para a marcação. O jogador até deu mais opções ofensivas ao Criciúma, mas prendia demais a bola quando acionado.

Veja galeria de fotos da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Passados 20 minutos e ainda atrás no marcador, Toninho gastou a sua última alteração, com Martinez na vaga de João Vitor. Muricy Ramalho se viu obrigado a também mexer no São Paulo, porque Maicon lesionou o joelho. Souza, que nem estava com o uniforme de jogo (seria poupado o tempo todo), teve de ir a campo.

E foi um xará do volante do São Paulo quem empatou o jogo. Aos 25, a defesa visitante parou e deixou três jogadores do Criciúma sozinhos diante de Rogério Ceni. O centroavante Souza, inicialmente em posição duvidosa, tirou proveito para chutar no canto e fazer o gol.

Muricy, então, mandou o São Paulo (que já parecia acomodado com a vantagem parcial) ao ataque com os velozes Ademilson e Osvaldo nos lugares de Luis Fabiano e Michel Bastos. Deu resultado. Após um e outro sustos do Criciúma, Alan Kardec cabeceou para o chão em um cruzamento da direita e assegurou o resultado positivo para o vice-líder.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 1 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data: 2 de novembro de 2014, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Márcio Eustáquio (Fifa-MG) e Márcio Correia Dias (PA)
Cartões amarelos: Fábio Ferreira e Cléber Santana (Criciúma); Hudson e Álvaro Pereira (São Paulo)
Gols: CRICIÚMA: Souza, aos 25 minutos do segundo tempo; SÃO PAULO: Edson Silva, aos 36 minutos do primeiro tempo, e Alan Kardec, aos 37 minutos do segundo tempo

CRICIÚMA: Bruno; Eduardo, Joílson, Fábio Ferreira e Giovanni; Rodrigo Souza (Maurinho), João Vitor (Martinez), Cléber Santana e Roger Gaúcho (Paulo Baier); Lucca e Souza
Técnico: Toninho Cecílio

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Hudson, Paulo Miranda, Edson Silva e Álvaro Pereira; Denilson, Maicon (Souza), Ganso e Michel Bastos (Osvaldo); Alan Kardec e Luis Fabiano (Ademilson)
Técnico: Muricy Ramalho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.